50 Cent revela como está lidando com múltiplas tarefas como produtor de séries

50 Cent em cena de Power, da Starz (Imagem: Divulgação)

50 Cent literalmente não para. Rapper, compositor, ator, produtor, e agora showrunner, ele está liderando os episódios da série Black Mafia Family, produzido para o canal a cabo Starz. O drama do narcotráfico é inspirado na história real de dois irmãos que ascenderam nas ruas decadentes do sudoeste de Detroit no final dos anos 80 e deram à luz uma das famílias de crime mais influentes dos Estados Unidos.

O programa que contará com enredos de amor, família e capitalismo em busca do chamado ‘american dream’, gira em torno dos irmãos Demetrius ‘Big Meech’ Flenory e Terry ‘Southwest T’ Flenory, que juntos levaram sua visão além do tráfico de drogas indo também para o mundo do hip-hop.

Cent conversou com o The Hollywood Reporter através de uma live e explicou que nem a quarentena o fez desacelerar em relação ao projeto. “Estamos fazendo tudo nos bastidores do show, e temos datas provisórias para o caso de podermos voltar aos negócios. Se o fizermos, há ajustes que precisam ser realizados”, disse ele que além de receber sinal verde do canal, ainda ficou à frente dos spin-offs da série Power.

“Eu nunca ti tanto na minha vida (risos). Eu recebo muito da parte tediosa do que está acontecendo nos bastidores. É muito mais trabalhoso do que fazer algo pessoalmente [como ator]. Tento não me afastar da arte de atuar, mas depois de ter uma história de um personagem em mãos, você vai ficando cada vez mais confortável com ele. Esse processo é sempre uma informação nova e há muitas coisas que exigem sua participação como produtor”, disse o rapper, que gosta de acumular funções, e acredita não sentir a pressão dos projetos que produz e atua ao mesmo tempo.

“Meu herói na minha carreira é Sylvester Stallone. Ele fez Rocky e Rambo. Ele foi e fez todas as coisas que precisava para ser um ator de sucesso. Então, se o projeto é tão bom quanto você diz, por que você não participa ativamente? Muitos bons atores se tornam produtores porque têm um valor tão, forte que os estúdios vão levar em conta suas coisas”, disparou ele que assumiu que antes não sabia diferenciar bons projetos, e que achava que bons filmes de ação eram aqueles em que tudo explodia.