Advogado de Johnny Depp chamou Amber Heard de “mentirosa compulsiva” no julgamento

Amber Heard
Amber Heard no filme Drive Angry (Reprodução/ Twitter)

Embora ainda não tenha tido uma conclusão, a fase de ouvir as testemunhas já acabou em relação ao processo de difamação movido por Johnny Depp contra o tabloide britânico The Sun. No último dia, porém, um dos advogados do ator, David Sherborne chamou Amber Heard de mentirosa compulsiva em suas análises finais sobre o caso.

O profissional explicou que o News Group Newspapers, dono do jornal acredita muito em Amber para tentar ganhar o processo tentando provar que o astro de Piratas do Caribe é mesmo um espancador de mulheres, conforme escreveram numa publicação, mas para isso se vale em evidências da loira, alguém complexa e não confiável.

“Dizemos que, desde os grandes pontos até os menores, Heard provou ser uma testemunha totalmente não confiável e, francamente, uma mentirosa compulsiva – e eu não digo isso levianamente”, disse ele que ainda aferiu que os áudios divulgados pelo tribunal em que Heard aparece descontrolada, são uma “admissão direta, inequívoca e inequívoca de agressão” em Depp. “Sua violência física contra ele, sua violência física inicial, como ela admite, fazem dela a agressora doméstica, não ele”, disse Sherborne, que ainda falou que o artigo do The Sun era tendencioso e unilateral.

É provável que o resultado do caso tenha impacto em outro caso nos Estados Unidos, onde Depp processou Heard em 50 milhões de dólares por causa de um texto que ela escreveu no The Washington Post, onde ela fala sobre si mesma como sobrevivente de abuso doméstico, ainda que ele não seja diretamente citado.

Quando a audiência terminou, Heard saiu e fez uma declaração. “Foi incrivelmente doloroso reviver o rompimento do meu relacionamento, questionar meus motivos e minha verdade e os detalhes mais traumáticos e íntimos da minha vida com Johnny compartilhados em tribunal e transmitidos para o mundo inteiro. Eu mantenho meu testemunho e agora confio na justiça britânica”, disparou ela.