Alec Baldwin revela quais são suas habilidades que serão usadas em filme de faroeste

Passando a quarentena em Long Island, o ator Alec Baldwin está produzindo um novo filme, mas desta vez do gênero faroeste, algo que ele nunca fez antes, mas sentiu que era o projeto certo ao bater os olhos no roteiro. “De fato não era algo que eu estava me preparando para fazer. Adorei a história. Eu não estava procurando fazer um faroeste, estava apenas tentando fazer algo cinematográfico, e com menos conversa”, diz ele sobre Rust, já que dirigiu alguns documentários anteriormente. “Há um grande diálogo, mas o filme é equilibrado por algumas partes realmente impressionantes. Espero. Ainda não filmamos. Mas na minha mente parece ótimo”, disparou.

Como Alec vai além de produzir, atuar no filme, ele garante que suas habilidades estão em dia. “Sou um ator da velha escola. Então, se você ler meu currículo – minha pilotagem de moto, meu francês, malabarismo, minha cavalgada, meu tiroteio – está tudo bem na ponta dos meus dedos o tempo todo”, continuou ele bem modesto.

Com a incerteza em relação a quando as produções voltarão a se normalizar após a pandemia causada pelo coronavírus ele explica, que todo o seu planejamento foi por água abaixo.

“Eu tinha um ano à minha frente, começando em março, que era uma programação muito bonita que planejei. Tive um dos anos [2019] mais agradáveis que me lembro em termos de mistura e combinação dos tipos de material que tive acesso, com três coisas seguidas que foram muito únicas e grandes oportunidades. E então tudo foi explodido em pedaços, tudo foi afetado. Agora estou ainda na estaca zero, e estou discutindo se é viável começar meu cronograma em outubro. Rust deve começar a ser produzido em outubro, dentro dos 12 meses seguintes”.

Baldwin, disse que não gosta de comparar seu filme com outro já feito, embora, ao ler o roteiro, ele diz que se lembra de Os Imperdoáveis, de 1992.