Algo HORRÍVEL acontece com armas usadas em 007

007 – Sem Tempo para Morrer (Divulgação / Universal Pictures)

Algo horrível aconteceu com uma coleção de armas usadas nos filmes do 007: ela foi roubada em Londres. As peças estão avaliadas em 600 mil reais.

A coleção conta com cinco armas cenográficas e sumiu de uma casa localizada no norte de Londres, em Enfield. As pistolas já foram vistas pelos fãs da franquia em filmes como um em que o protagonista foi  vivido por Pierce Brosnan, em “007 – Um Novo Dia Para Morrer” (2002): uma Beretta Cheetah, uma Tomcat e uma Llama .22.

Além desses modelos, uma Walther PPK utilizada por Roger Moore em “007 – Na Mira dos Assassinos” (1985), e um revólver Smith & Wesson .44 Magnumtambém usada por Moore em “Com 007 Viva e Deixe Morrer” (1975).

A polícia não conseguiu chegar até a residência a tempo de conter os bandidos, mesmo tendo sido acionada enquanto os mesmos estavam no local. Um veículo prata foi visto pelos vizinhos, que disseram terem notado que o mesmo era conduzido por três homens brancos.

“Elas são muito reconhecíveis. Tenho certeza que possíveis compradores vão perceber que são pistolas dos filmes de James Bond”, falou o detetive Paul Ridley, que está responsável pelas investigações, segundo informações do portal UOL.

Em entrevista à revista Saga, o atual 007, Daniel Craig, surpreendeu ao revelar que desejava interpretar outros heróis. “As pessoas sempre me dizem: ‘Você deve ter sonhado em interpretar James Bond quando era criança’. A resposta é não. Eu nunca sonhei. Eu sonhava em ser todo tipo de outras coisas – Superman, Homem-Aranha, Homem Invisível, até mesmo um bom caubói à moda antiga. Mas Bond não, o que parece irônico agora”, disse ele.

O ator também se pronunciou irritado depois do comentário de um jornalista do The New Yorker sobre o novo 007: “Isso me irrita. Não amaldiçoe nosso filme. Estamos fazendo o nosso melhor aqui”.

Além disso, Craig contou o motivo por ter aceitado voltar para a franquia. “Eu pensei: ‘Esse trabalho realmente vale a pena? Vale a pena passar por isso, por toda essa coisa?’ E me senti fisicamente muito abaixo. Então, a perspectiva de fazer outro filme era exatamente como se estivesse fora de cena. E é por isso que faz cinco anos”.

 

Comentários