Furiosa, Amber Heard acusa Johnny Depp de fugir da justiça

Amber Heard e Johnny Depp
Amber Heard e Johnny Depp (Reprodução)

Amber Heard, disparou que seu ex-marido Johnny Depp, que está atualmente envolvido em vários processos, está tentando fugir do julgamento, tentando levar os responsáveis pelo caso na conversa.

Acontece que o astro de Piratas do Caribe (Disney), também tem contrato com a Warner Bros. e entrou com um pedido na justiça para adiar o julgamento, para que ele aconteça apenas depois de ele ter conseguido concluir seu trabalho em Animais Fantásticos 3. O pedido oficial contou inclusive com a carta de um dos chefões do estúdio solicitando que o julgamento acontecesse entre março e junho do ano que vem.

Amber Heard aponta inércia de Deep

Aparentemente, o tribunal só consegue adiar o veredicto até no máximo fevereiro, quando ele ainda estaria a todo vapor com as filmagens do novo longa do universo de Harry Potter. Mas isso parece ter enfurecido Heard que disse que Depp não fez nenhum esforço de acertar sua agenda com a do tribunal, e nem solicitar ao seu empregador uma alteração nas datas, afirmando que ele está novamente agindo como estrela mimada de Hollywood.

“Sr. Depp decidiu que, ao invés de falar com seu empregador para trabalhar seus compromissos cinematográficos em torno de seu julgamento, ele pede a este tribunal para remarcar subservientemente seu emprego e toda a programação e produção do filme”, alegaram os advogados da atriz em documentos que foram parar direto no jornal britânico, The Sun, veículo que inclusive Depp processou por difamação ao chama-lo de ‘Espancador de Mulheres’ na capa de uma matéria. Os julgamentos do caso aconteceram em julho e ainda aguardam resultado.

O processo que Depp pediu adiamento diferente do citado, que é julgado em solo britânico, teria suas audiências feitas no estado de Virgínia nos Estados Unidos e tem a ver com um artigo escrito por Amber Heard numa revista em que ela se dizia vítima de violência doméstica, mas mesmo sem citar diretamente o ator, ele se sentiu incomodado, e resolveu processá-la também por calúnia.

O ator argumentou em documentos judiciais no caso da Virgínia que o coronavírus adiou as filmagens da última parcela da franquia Animais Fantástico de JK Rowling, criando um “conflito irreconciliável” para ele com o julgamento. Mas Heard reagiu com os novos papéis do tribunal: “Embora Depp tenha sido contatado no final de junho ou julho com as datas propostas para as filmagens, ele não alertou [os grandes filmes] sobre as datas do julgamento”, disse o The Sun. Heard também afirma que começará as filmagens de Aquaman 2 em fevereiro, o que faria com que caso concedido o pedido de Depp pelo tribunal, também atrapalharia seus planos profissionais.