Amber Heard também responde a processo de Elon Musk, seu ex-namorado; saiba motivo

Amber Heard e Elon Musk
Amber Heard e Elon Musk (Reprodução)

Além de sua batalha judicial contra Johnny Depp, Amber Heard tem ainda outro problema que está nas mãos da justiça e que foi revelado pelo jornal britânico Daily Mirror. Segundo a publicação, Jennifer Howell que trabalhou como assistente da irmã de Heard (Whitney Henriquez) relatou em seu depoimento por escrito enviado ao tribunal de Londres que ouviu a mãe da atriz de Aquaman dizer que ela estava sendo processada pelo bilionário Elos Musk devido a embriões congelados por eles, do tempo em que estavam namorando.

“A Paige [mãe de Amber Heard] me contou que ela [Amber] estava em uma batalha legal pela manutenção dos embriões que eles criaram. Ele queria destruí-los e a Amber tentou mantê-los para que ela pudesse ter um bebê dele”, explicou a moça. O depoimento dela aconteceu como parte do processo milionário que Johnny Depp está movendo contra o jornal The Sun por tê-lo chamado de espancador de mulheres numa publicação.

Enquanto o jornal tenta provar que apenas falou a verdade, o próprio tenta provar que é inocente das acusações de agressão por parte de Amber Heard sua ex-esposa, que começou a namorar oficialmente Elon Musk após terminar seu casamento, embora testemunhas do processo tenham afirmado que ainda casada com Depp, a loira se encontrava às escondidas com o empresário.

Jennifer Howell também falou sobre Depp, dizendo que a mãe de Amber Heard chegou a compará-lo com Elon Musk: “A Paige me disse que o Johnny era um anjo ou um santo quando comparado com o Elon”. Em outro momento do depoimento, a ex-assistente disse que Whitney conhecia o temperamento da irmã, e temia que ela acabasse matando o astro de Piratas do Caribe. “A Whitney me falou que tentou parar a Amber em um ataque contra o Johnny. Ela me contou que quando tentou intervir a Amber quase a fez cair de uma escada. E disse que estava preocupada que a Amber matasse o Johnny”, disse sobre uma briga acontecida em 2015. A irmã de Heard estava presente e rebateu as acusações da ex-funcionária dizendo que tudo aquilo não passava de ficção.