Ancine retira cartazes de filmes brasileiros de seu site e da sede

https://www.instagram.com/p/B5oUuJ2F4pd/?utm_source=ig_web_copy_link

A Agência Nacional de Cinemas, a ANCINE, causou diversas reações ao passar por uma mudança recentemente. A sede da instituição apareceu sem os cartazes de divulgação das variadas produções nacionais. E no site oficial da companhia também aconteceu o mesmo. Os cartazes ficavam expostos nos corredores e salas dos prédios há 17 anos. Eram inúmeros filmes, vários clássicos da rica cultura brasileira.

De acordo com a nota divulgada pela instituição: “Assim como não existe um critério para a escolha de um filme em detrimento do outro, não existe amparo legal que projeta a Agência de futuras reclamações dos regulados que não tiverem seu material divulgado.” Segundo a Agência, isso aconteceu para manter “impessoalidade, isonomia e interesse público” do órgão.

O assessor de comunicação da companhia, Érico Cazarré, disse ao G1 que os cartazes “foram retirados das áreas comuns, como corredores. Dentro dos setores, não houve ordem. Na comunicação ainda temos. A assessoria internacional ainda tem. É prerrogativa de cada área.” Segundo Cazarré, a retirada da divulgação dos filmes e festivais do site foi feita junto com o presidente da Agência. “Nós tínhamos uma aba que mantinha a divulgação dos filmes, cartazes e trailer. Eu retirei a aba como um todo. E uma outra que divulgava eventos e festivais”, explicou.

A ação causou reação de diversos cineastas, artistas e produtores de cinema, que são contra a atitude do órgão. Alguns, inclusive, acharam a ação uma forma de reprimir certas temáticas presentes nas produções cinematográficas, que desagradam o governo.

Nas redes sociais eles se mostraram chateados e como resposta fizeram a promoção de vários filmes brasileiros.

Além de Glória Pires, Alinne Moraes também protestou com a publicação de vários longa metragens nacionais. No Instagram ela escreveu: “Absurda a retirada dos cartazes de filmes brasileiros das paredes e plataformas digitais da Ancine.”

Vários outros artistas, profissionais do audiovisual e internautas compartilharam o descontentamento nas redes sociais, utilizando de várias hashtags para não deixar a ação passar despercebida.

O ator Fábio Assunção, por exemplo, disse no Twitter que tem orgulho da história do nosso país. “Tiram nossos cartazes. A gente coloca de volta. Orgulho da nossa história”, escreveu.

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.

bostancı escort