Após 10 anos, diretor de Kick-Ass conta que filme recebeu diversas negativas

Kick-Ass
Kick-Ass (Divulgação)

O filme Kick-Ass está fazendo 10 anos desde que estreou e seu diretor Matthew Vaughn revelou que o projeto foi impulsionado principalmente pela descrença que havia em Hollywood de que o projeto pudesse dar certo. Ele estava jogando pôquer com os amigos quando decidiu apostar todas as suas fichas num filme baseado em uma história em quadrinhos que ninguém tinha ouvido falar antes, motivado pelo amigo Dexter Fletcher. Vaughn, ficou tão impressionado com a história de um adolescente comum que decidiu se tornar um super-herói que ele hipotecou sua casa para conseguir realizar o filme.

“Fizemos o primeiro minuto do filme, que foi uma boa representação de seu tom, combinando comédia e violência”, revelou ao site The Hollywood Reporter contando que levou o projeto para o estúdio Stardust que não teve o menor interesse no filme. “Eles nem ficaram intrigados”, disse Vaughn. “Literalmente, toda pessoa que viu ou leu o script disse: ‘Não'”.

O filme chegou aos cinemas em 16 de abril de 2010, e conquistou um sucesso modesto, mas que seus idealizadores sequer esperavam: 96, 2 milhões de dólares arrecadados em bilheteria no mundo inteiro. Com classificação etária para maiores de 18 anos, algo que hoje se tornou comum, mas que na época gerou todo um burburinho sobretudo por causa da violência praticada por Hit-Girl, uma garota de 11 anos interpretada por Chloe Moretz.

“Nenhum estúdio tocaria”, lembra Vaughn. “Então eu tive que hipotecar minha casa para financiar o filme, que era assustador, para ser sincero”. Kick-Ass abriu espaço para outros filmes com a mesma classificação, e que tiveram Vaughn no comando como Kigsman e Deadpool.

“Eu estava desesperado para fazer um filme de super-herói, e gostei do discurso de Mark Millar [autor dos quadrinhos] no momento em que o ouvi”, lembra Vaughn, que não esperou nem a história ficar pronta. “Segundo Hollywood, foi a decisão errada, porque ninguém queria fazê-la. Isso me deixou ainda mais empolgado, porque me pareceu óbvio”, disparou o diretor.

“Eles chamaram a Hit-Girl de um desastre e disseram que a única maneira de salvá-la era fazer com uma atriz de 25 anos ao invés de uma de 10 anos”, lembra Millar. “Eles também disseram que ninguém queria ouvir xingamentos de super-heróis e recomendaram o combate corpo a corpo em vez de facas e armas”.

bostancı escort