Após dois anos, Disney toma decisão sobre episódio censurado de Black-Ish

Black-Ish (Imagem: Divulgação)

Black-Ish está entre as comédias mais bem consolidadas dos Estados Unidos, nomeada a 68 premiações, a produção desenvolvida por Kenya Barris já conquistou 28 troféus desde que estreou em 2014 na ABC.  Suas seis temporadas abordam temas do cotidiano pelos olhos de uma família afro-americana de classe média.

A série é conhecida por seus comentários sociais. Temas como racismo, brutalidade policial, questões LGBT+ entre outras costumam ser discutidos na produção, cujo sucesso rendeu à série dois derivados “Grow-ish” e “Mixed-Ish”. 

Porém, Black-Ish não escapa das polêmicas e já teve um episódio censurado. ‘Please, Baby, Please’ foi gravado para a quarta temporada e aborda injustiça racial, com direito a uma singela aparição de Colin Kaepernick, esportista que iniciou um movimento de conscientização ao negar ajoelhar-se durante a execução do hino nacional norte-americano. 

A rede ABC decidiu não veicular o episódio, alegando “diferenças criativas impossíveis de conciliação” e a coisa permaneceria assim, não fosse o Hulu decidir em disponibilizar o episódio censurado. No dia marcado para a exibição, a emissora optou por colocar uma reprise da série no lugar. Na ocasião, Barris também se pronunciou sobre a edição polêmica, afirmando que “nem a ABC nem eu ficamos felizes com os ajustes propostos para o episódio e decidimos não exibi-lo.”

A imprensa norte-americana apontou, na época, que a cena controversa seria a exibição do jogador de futebol americano Colin Kaepernick ajoelhado durante o hino nacional antes de uma partida da NFL (liga profissional do esporte). O gesto foi considerado antipatriota e Colin não foi mais contratado por nenhum outro time. Hoje, o atleta é ativista contra a violência racial cometida por policiais.

No Instagram, Kenya Barris comemorou, lembrando que o episódio capta a atmosfera da eleição de Donald Trump. Aqueles sentimentos foram transferidos para o papel e se transformaram em 22 minutos de televisão dos quais eu me orgulho bastante”, comemorou a showrunner. “Muito se especulou sobre o conteúdo desse episódio e o que seria feito com ele”, contou ela antes de dar a notícia.

 

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.