Após polêmica, Alec Baldwin decide abandonar as redes sociais

Alec Baldwin
Alec Baldwin (Reprodução/ Instagram)

O ator Alec Baldwin se envolveu numa grande polêmica, e anunciou em através de um vídeo que iria abandonar as redes sociais após ser criticado por seus seguidores. Tudo começou quando o ator usou seu Instagram para divulgar o próprio podcast, promovendo um episódio que ele entrevistaria o cineasta Woody Allen.

Os seguidores então o questionaram sobre o motivo de ele estar ignorando o BlackOutTuesday, movimento virtual que consistia colocar no lugar de uma imagem convencional, uma foto inteiramente preta como forma de apoio ao movimento antirracista que ganhou força nos Estados Unidos nas últimas semanas em virtude do assassinato de George Floyd. A campanha virtual nasceu com o intuito de paralisar qualquer ação comercial na rede em prol do ato humanitário.

 Os fãs se disseram desapontados com o ator, acusando-o de viver em seu próprio mundo, e pior que isso, dar palco para um diretor de cinema que está sendo acusado de ter abusado sexualmente de sua filha adotiva. Baldwin, então através dos comentários explicou que o motivo de Allen participar de sua atração era justamente falar sobre o livro de memórias que ele está lançando (Apropos of Nothing) e se defender das acusações, já que acredita que o amigo seja inocente de tudo o que o chamam.

Mas o problema ficou maior ainda quando o ator chamou o BlackOutTuesday, de “dia nacional de qualquer coisa”. “Quanto à falta de sensibilidade percebida no #BlackOutTuesday, eu não fazia ideia sobre esse… dia nacional de qualquer coisa”, disse ele ressaltando que colocar um quadrado preto como imagem de uma rede social não era um ato político eficaz, e que a vida profissional dele não podia parar por causa do politicamente correto.

Bastou para que ele fosse criticado muito mais que o dobro de antes, e com isso ele publicou um vídeo de nove minutos, afirmando que vai dar um tempo das redes. “Ontem eu acordei, conferi com estava minha família, e decidi que vou dar uma pausa nas redes sociais, e cumprir apenas as parcerias publicitárias que tenho nelas. Eu não fazia ideia do que era o BlackOutTuesday. […] Eu sei da importância dos protestos e acredito neles, mas eu não tenho poder político, não sou prefeito, nem nada, e entendo a frustração das pessoas. Eu li muitas coisas do tipo ‘Você é só um homem velho branco’, muitos adjetivos, muitos xingamentos, muita coisa feia, então minha participação nas redes, estava virando uma psicose”, começou ele que continuou falando sobre política.