Artista compartilha ideia inicial para o Homem-Hídrico em Homem-Aranha: Longe de Casa

Homem-Aranha: Longe de Casa (Divulgação / Marvel)
Homem-Aranha: Longe de Casa (Divulgação / Marvel)

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, o herói enfrentou inimigos conhecidos como Elementais, seres de outra dimensão que dominam certos elementos da natureza como água, fogo, vento e terra. Contudo, durante a trama foi descoberto que tais Elementais na verdade eram uma ilusão criada pelo vilão Mysterio. Os Elementais foram baseado em vilões da HQs do cabeça de teia, e um exemplo deles é o Homem-Hídrico.

O artista Jerad S. Marantz compartilhou em seu Instagram uma imagem conceitual do Homem-Hídrico, que nas HQs se chama Morris Bench, antes dele acabar se tornando o Elemental de água na versão final do filme. Na publicação Marantz escreveu: “Arte conceitual do Homem-Hídrico para Homem-Aranha: Longe de Casa. Isso foi feito na parte de desenvolvimento. Tentando descobrir como seria o Homem-Hídrico que iriamos ter. Essa versão era do cenário no qual um experimento cientifico deu errado. Amei desenhar ele”.

Homem-Aranha: Longe de Casa teve direção de Jon Watts e arrecadou US$ 1,132 bilhão em bilheteria mundial. O filme mostra as consequências na humanidade depois de Vingadores: Ultimato. O elenco contou com Tom Holland, Zendaya, Jake Gyllenhaal, Marisa Tomei, Angourie Rice, Cobie Smulders e Jacob Batalon. O filme conseguiu a nota 7,5 / 10 no IMDb, enquanto enquanto teve 91% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Confira abaixo alguns comentários sobre o filme:

“A melhor parte de Longe de Casa é Samuel L. Jackson, cujo Nick Fury eleva sozinho o filme de um C para um B +” – Catey Sullivan, Chicago Reader.

“Desta vez, as apostas acabam sendo consideravelmente mais baixas, e seu amigo da vizinhança Spider-Teen é sem dúvida o cara que leva as coisas à Terra e restabelece uma escala humana” – Bob Mondello, NPR.

“Eu gosto que”Longe de Casa” está tentando algo novo e que seu humor parece mais real do que as rachaduras irônicas na maioria dos filmes de super-heróis. Eu só queria que suas boas peças se juntassem de maneira mais satisfatória” – Chris Hewitt, Minneapolis Star Tribune.

Comentários