Artista compartilha imagem conceitual do Reino Quântico em Vingadores: Ultimato

Vingadores no Reino Quântico em Vingadores: Ultimato (Reprodução / Marvel)
Vingadores no Reino Quântico em Vingadores: Ultimato (Reprodução / Marvel)

No mundo dos super heróis viagens no tempo é algo comum, e cada universo lida com essas viagens a seu modo, trazendo suas vantagens e desvantagens. No Universo Cinematográfico da Marvel, a primeira vez que ouvimos falar em viagens no tempo foi em Doutor Estranho, onde fomos apresentados à Joia do Tempo, que ficou sobre proteção de Stephen Strange.

A Joia do Tempo permite ao usuário manipular o tempo como bem entender, e isso foi mostrado de diversas formas no filme do Doutor Estranho, sendo que o herói consegue manipular desde o tempo de uma maçã, até manipular o tempo do universo onde Dormammu vive. Outro exemplo do uso do tempo foi feito por Thanos em Vingadores: Guerra Infinita, onde ele “ressuscitou” o visão, que havia sido destruído pela Feiticeira Escarlate, e assim conseguir pegar a Joia da Mente dele.

Porém, em Vingadores Ultimato fomos apresentados a outro tipo de viagem no tempo, o que é feito através do Reino Quântico. Contudo, ao contrário do que a Joia do Tempo pode fazer, a viagem no tempo usando o Reino Quântico pode trazer grandes consequências, como a criação de várias linhas temporais. Com isso, os Vingadores usaram esse tipo de viagem temporal para recuperar as Joias de Infinito, e claro depois devolvê-la a seus devidos lugares.

O artista Stephen Schirle compartilhou em seu Instagram uma imagem conceitual do Reino Quântico. Na foto está Steve Rogers, o Capitão América, interpretado por Chris Evans. Confira abaixo:

View this post on Instagram

Quantum realm time travel. For Avengers End Game

A post shared by stephen schirle (@szerrrikxs) on

O Reino Quântico foi mostrado pela primeira vez em Homem-Formiga, e foi mostrado em vários detalhes na sequências final do filme quando Scott Lang tem problema com as partículas de Pym e não parou mais de diminuir de tamanho. O tema foi abordado novamente no segundo filme do herói, e que serviu de gancho para a trama de Vingadores: Ultimato, pois Lang ficou preso por cinco anos no Reino Quântico, mas para ele apenas se passou alguns instantes.