Artista divulga visual não utilizado do Doutor Estranho no primeiro filme do herói

Benedict Cumberbatch como o Doutor Estranho (Imagem: Divulgação)

Doutor Estranho foi um dos grandes sucessos da Marvel e em breve ganhará uma sequência. O artista Ryan Meinerding publicou em seu Instagram uma arte conceitual do visual do Mago Supremo que não foi utilizada no primeiro filme. Confira abaixo:

Doutor Estranho estreou nos cinemas em 2016, tendo direção de Scott Derrickson. O filme conseguiu arrecadar US$ 677,7 milhões em bilheteria. A trama segue Stephen Strange, um médico egocêntrico que tem sua carreira destruída ao perder parte dos movimentos da mãos após um acidente de carro. Procurando uma cura, ele acaba conhecendo a Anciã que o ensina os mistérios da magia e muda a vida de Strange.

O elenco de Doutor Estranho contou com Benedict Cumberbatch, Rachel McAdams, Tilda Swinton, Mads Mikkelsen, Chiwetel Ejiofor e Benedict Wong. No Rotten Tomatoes o longa metragem conquistou 89 % de aprovação da crítica e 86% de aprovação do público, enquanto no IMDb teve a nota 7,5 / 10. Leia abaixo alguns comentários sobre o filme:

“Material bastante padrão para um filme de super-herói, na verdade, mas pelo menos é um veículo coerente para manter os visuais espetaculares fluindo” – Chris McCoy, Memphis Flyer.

“Independentemente, por mais clínica que seja a abordagem, o Doutor Estranho consegue explodir o Universo Cinematográfico da Marvel” – Jorge Ignacio Castillo, Planet S Magazine.

“Embora não esteja no top 5 do MCU, ainda é um filme espirituoso e enérgico que nos dá algo novo. No entanto, por mais que eu já esteja predisposto a estar no tanque do MCU, tenho que admitir que há alguma mágica faltando aqui” – Tim Brennan, About Boulder.

“Há mais de uma maneira de contar uma história de origem, e o Doutor Estranho dá um excelente exemplo, alterando o molde, se não totalmente, quebrando-o” – Steven Prokopy, Third Coast Review.

“O universo cinematográfico da Marvel Comics fica um pouco maior, embora não muito melhor com Doutor Estranho” – Peter Rainer, Christian Science Monitor.