cidade de deus
Cidade de Deus (Divulgação)

Por muito tempo o cinema brasileiro carregou um estigma de que era ruim e limitado. Muito dessa fama se deve à falta de conhecimento das produções nacionais, tanto as mais recentes quanto os clássicos. No entanto, esse cenário vem se transformando à medida em que as produções ganham mais reconhecimento, tanto no Brasil quanto no exterior, em premiações e festivais do ramo.

Essa mudança de status das produções nacionais se deve também ao aumento da divulgação dos filmes e séries produzidos, em novas plataformas, com maior alcance. A Netflix, por exemplo, é uma plataforma de streaming que já contém diversos filmes brasileiros em seu catálogo. Ainda não é uma gama grande, quando se fala na quantidade de conteúdo produzido, mas já é possível encontrar os principais filmes e séries do momento, além de grandes clássicos. Confira abaixo algumas das melhores produções nacionais feitas até hoje:

Central do Brasil

Dirigido por Walter Salles, e estrelado por Fernanda Montenegro, o filme rendeu a única indicação brasileira ao Oscar de melhor atriz, para Fernanda Montenegro. O filme conta a história de uma ex-professora que trabalha na estação Central do Brasil, escrevendo cartas para analfabetos que querem se comunicar com parentes ou pessoas próximas. O drama de 1998 é considerado um dos grandes clássicos do cinema brasileiro.

Cidade de Deus

Aclamado pela crítica e público, Cidade de Deus mostra um recorte do crime organizado no subúrbio do Rio de Janeiro da década de 70, através da guerra entre os traficantes Zé Pequeno e Mané Galinha. Até hoje o filme é considerado uma grande produção, que inclusive recebeu prêmios internacionais e indicações para o BAFTA Awards e o Globo de Ouro.

Tropa de Elite

Um filme que dispensa apresentações e trouxe de volta o grande público às salas de cinema. O filme de José Padilha foi ovacionado pelo público brasileiro, e premiado em festivais internacionais. A produção conta com grandes nomes como Wagner Moura, Caio Junqueira e Maria Ribeiro, e trouxe à tona a realidade dos policiais do BOPE nas favelas do Rio de Janeiro, pelo olhar do Capitão Nascimento.

Justiça

Trata-se de uma minissérie brasileira, que retrata quatro histórias independentes, que se cruzam ao longo da trama, para mostrar os dramas, traições, assassinatos e desejo de vingança dos personagens, sempre com um grande dilema moral envolvido.

Dupla identidade

Outra minissérie de sucesso de público, conta a história de Edu, vivido por Bruno Gagliasso, que é secretamente um serial killer. O desenvolver da história mostra o relacionamento de Edu com a nova namorada e como ele lida com os crimes e escapa das investigações policiais.

Estas são apenas algumas das produções brasileiras que ganharam destaque entre público e crítica, entre tantas outras disponíveis. Felizmente a lista é longa e percebe-se cada vez mais a melhora na qualidade das produções tanto de cinema quanto para televisão, e também um interesse em produções em um novo formato. Para os cinéfilos, basta aguardar para ver o que o cinema brasileiro ainda tem para mostrar.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui