As Meninas Superpoderosas vai ganhar versão live-action? Revista revela a verdade

As Meninas Superpoderosas vão ganhar nova versão em live-action (Imagem: Divulgação / Cartoon Network)

Um dos desenhos animados mais populares do final dos anos 1990 deve, em breve, ganhar uma versão live-action em formato de série para televisão pelo canal CW.  De acordo com a revista Variety, o canal estaria desenvolvendo uma adaptação de As Meninas Superpoderosas.

Esta adaptação, no entanto, terá diversas mudanças em relação ao material original. Para começar, a série mostrará Lindinha, Florzinha e Docinho como um trio de jovens na casa dos 20 anos. Especula-se que a produção em live-action dará um tratamento mais ‘sombrio’ para a história original, algo semelhante a Riverdale. Na nova história, as jovens estarão desiludidas e ressentidas, devido ao peso da responsabilidade que tiveram na infância, na qual passaram lutando contra o crime. Porém, um novo chamado do mundo farão com que o trio de irmãs se juntem novamente para salvar o dia novamente.

O projeto da CW também conta com um time de produtores, entre os quais, destacam-se os nomes de Heather Regnier (Sleepy Hollow) e Greg Berlanti, um dos responsáveis por Riverdale. Diablo Cody também faz parte do time de desenvolvedores. Não se sabe ainda se Craig McCracken, criador original da animação para o Cartoon Network, estará envolvido na série.

Produzido 1998, o desenho animado acompanha a vida de três garotinhas superpoderosas que protegem a cidade Townsville de ameaças monstruosas, super vilões e gangs de criminosos. Uma paródia ao gênero de “Super-Herói”, o desenho foi exibido até 2005, ano em que as garotas ganharam uma versão japonesa chamada As Meninas Super Poderosas Geração Z.

Em 2016, uma nova versão da animação com três temporadas, foi produzida pelo Cartoon Network, na qual retratava novas aventuras das superheroínas, porém, vivendo dentro das circunstâncias atuais com menções sobre redes sociais e também mais empedradas, por exemplo.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.