Diretor de Coringa responde as acusações do filme ser perigoso

O ator Joaquin Phoenix na pele do vilão (Imagem: Reprodução/Warner/DC)

O novo filme do icônico vilão Coringa, que dessa vez é encarnado por Joaquin Phoenix, já está causando polêmica antes mesmo de sua estreia.

O filme está recebendo acusações de ser “uma obra perigosa” já que coloca um vilão em evidência.

O diretor Todd Phillips e o protagonista Joaquin Phoenix comentaram sobre em entrevista ao IGN.

“O filme aborda a falta de amor, o trauma de infância e a ausência de compaixão no mundo. Eu acho que as pessoas aguentam essa mensagem”, disse o diretor.

“Eu acho que, para a maior parte de nós, você é capaz de ver a diferença entre o certo e errado. E aqueles que não são, interpretam do jeito que elas quiserem. As pessoas interpretam letras de música errado. Interpretam passagens de livros errado. Então eu não acho que seja a responsabilidade de um cineasta ensinar a moralidade ou a diferença de certo e errado para o público”, comentou Phoenix.

O filme, que ainda traz o astro Robert DeNiro no elenco, também tem o roteiro assinado por Todd Phillips (também o diretor) ao lado de Scott Silver e ainda conta com o astro Bradley Cooper de Se Beber, Não Case, Guardiões da Galáxia e do remake de Nasce Uma Estrela dirigido pelo mesmo e co-estrelado pela cantora Lady Gaga.

Coringa estreia nos cinemas brasileiros em 3 de Outubro.

bostancı escort