Assinantes fazem petição online para que Netflix retire filme 365 DNI da plataforma

365 DNI
365 DNI (Reprodução)

Depois de um mês de sua estreia, o filme 365 DNI anda causando burburinho entre os espectadores da Netflix, que criaram uma petição para que o longa deixasse o serviço de streaming. O drama polonês foi comparado a 50 Tons de Cinza, devido a sua conotação erótica, e cenas repletas de nudez e sexo, o que fez com que o filme ganhasse o rótulo de filme erótico, algo que não existia na plataforma até então.

Para quem não conhece, o filme conta a história de uma mulher que foi sequestrada e presa por um homem que concede a ela 365 dias para se apaixonar por ele, e, embora possa parecer moderadamente interessante em teoria, ganhou 0% no Rotten Tomates após sua disponibilização. Popular entre parte da população, muita gente chegou a criticá-lo pela abordagem da dominação masculina sobre a mulher, em cima de um relacionamento abusivo.

365 DNI
Don Massimo Torricelli (Michele Morrone) em 365 DNI (Reprodução)

Agora, uma petição online tem como objetivo remover 365 DNI da Netflix devido ao que alguns consideram tolerar e glorificar o abuso sexual, especialmente em uma plataforma onde esse conteúdo é regularmente acessível por públicos mais jovens.

Atualmente, o protesto virtual conta com  66.000 assinaturas e parece estar subindo a um ritmo constante, embora seja importante observar que esses tipos de petições raramente afetam a tomada de decisões para as empresas, por isso há uma boa chance de o filme permanecer no serviço, sobretudo por se tratar de um produto original, encomendado pela própria Netflix.

Apesar de toda a controvérsia em torno de 365 DNI, há rumores de que uma sequência está em andamento, embora maiores detalhes, como sua data de lançamento, ainda sejam desconhecidos. Acredita-se que o filme tenha ganhado grande popularidade pois a empresa o promoveu colocando-o em sua página inicial durante duas semanas inteiras, em quase todo o mundo.