Assista à curta sobre crise ambiental na Amazônia com Joaquin Phoenix

Joaquin Phoenix em Guardiões da Vida (Imagem: Reprodução)

Não é novidade que Joaquin Phoenix, vencedor do Oscar 2020 de melhor ator por sua atuação como o Coringa, é muito ligado a causas ambientais e de proteção dos animais. Por causa disso, o ator participa do curta-metragem Guardiões da Vida (Guardians of Life), que chama a atenção para as mudanças climáticas na Amazônia e sobre os seus efeitos no mundo.

Produzido pelas ONGs Amazon Watch e Extinction Rebellion, o curta acompanha uma equipe médica tentando salvar a vida de uma pessoas. Depois de ser declarado morto, uma das cirurgiãs (Q’orianka Kilcher – atriz de origem indígena) tenta ressuscitar o paciente, mostrando o seu coração numa imagem bem simbólica, representando as florestas da Amazônia e da Austrália em chamas. A ideia é conscientizar a humanidade para os efeitos das queimadas e das mudanças climáticas.

“Uma mulher indígena que salva a Amazônia não é uma metáfora, é a realidade da floresta. A Amazônia é o coração do nosso planeta e os povos indígenas são os guardiões essenciais para sua conservação e para o nosso futuro”, afirma Leila Salazar-López, diretora-executiva da Amazon Watch.

Assista:

Guardiões da Vida também faz parte de uma campanha para arrecadação de fundos para ajudar na recuperação dos terrenos afetados pelos incêndios.

“É um chamado à ação. Fiz isso para despertar a consciência sobre o efeito das indústrias da carne e de laticínios nas mudanças climáticas”, disse Joaquin Phoenix em comunicado da Amazon Watch [via G1]. O astro acrescenta: “Estamos cortando e queimando florestas tropicais e vendo os efeitos negativos dessas ações no mundo todo”.

Dirigido por Shaun Monson, o curta ainda conta com Rosario Dawson, Matthew Modine, Adria Arjona, Oona Chaplin e Albert Hammond Jr.

Joaquin Phoenix é vegano desde os três anos de idade e sempre esteve envolvido em causas de proteção animal e ambientais. Segundo o The Hollywood Reporter, o vencedor do Oscar foi nomeado pela PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais) como personalidade do ano em 2019.