Astro da versão original de Duna diz que história do livro cairia melhor como série de TV

Kyle MacLachlan em Duna/Reprodução

Duna, novo filme de Denis Villeneuve vem chamando bastante atenção, tanto por ser mais uma adaptação da famosa história, como por ter um tempo muito curto entre as filmangens e seu lançamento, marcado para a segunda semana de dezembro deste ano. O livro de Frank Herbert é considerado uma das obras mais importantes de ficção científica, e o ator Kyle MacLachlan, que participou de uma das versões para o cinema, revelou em entrevista que acredita que uma série de TV talvez conseguisse abordar todo o universo da história melhor que um novo filme.

“Eu faria lobby por três ou mais filmes, porque tem esse tipo de potencial para realmente se abrir. Na minha imaginação, sempre achei que seria ótimo abordá-lo como um modelo de Game of Thrones, onde você tem temporadas, ou pelo menos uma série de 10 partes, ou uma série de 12 partes. Você realmente pode ir do começo ao fim”, disse ele em uma entrevista para o site IndieWire.

A primeira adaptação de Dune em 1984 foi tanto uma decepção financeira quanto crítica, que MacLachlan atribui a quão difícil é o projeto para qualquer um dar vida. “Há um misticismo que é difícil de capturar no filme”, destacou o ator. “Isso, combinado com uma história direta e personagens que são realmente bem criados. Eles são pessoas plenas e você quer passar um tempo com cada uma delas. E isso consome seu tempo de filme. É um verdadeiro quebra-cabeça. São muitos os elementos que você precisa reunir”.

Ele acrescentou: “Lembro-me de que, quando comecei a ler o livro naquele dia, chegava à página 50 ou 60 e precisava voltar ao início apenas para colocar todos os jogadores no lugar. Muitos relacionamentos são importantes para entender e conhecer tudo, além do mais, manter as histórias de cada um deles para que o público possa se lembrar, é quase impossível”, disse ele que relatou ainda estar ansioso para ver o novo longa. “Acho que Denis é um cineasta maravilhoso, ele montou um elenco muito legal. Eu adorei os livros quando os li pela primeira vez em, acho que tinha 15 anos, continuo sendo um fã, principalmente do primeiro livro, é um dos meus livros favoritos, se não o livro favorito de todos, eu leio todos os anos. Então, eu o vejo de uma perspectiva diferente da de David [Lynch], é claro, e acho que o livro é tão rico e os relacionamentos são muito interessantes. Existem tantas maneiras de interpretá-lo. Estou ansioso para vendo o que ele faz”, disse anteriormente ao ComicBook.com.