Astro de Meninas Malvadas vai estrelar telefilme LGBTQIA+ de natal

Jonathan Bennett no filme original do Hallmark Channel Christmas Made to Order
Jonathan Bennett no filme original do Hallmark Channel Christmas Made to Order (Jeremy lee/ Alexx Henry Studios, LLC/ Hallmark)

Se aqui no Brasil qualquer manifestação que envolva o natal e personagens LGBTQIA+ acaba em confusão e ataques tradicionalistas gratuitos como aquele que aconteceu com a produtora Porta dos Fundos, nos Estados Unidos o canal a cabo Hallmark está pagando para ver e lançará seu primeiro filme natalino com temática não heterossexual. O projeto contará com a presença de duas ex-estrelas adolescentes nos papéis principais: Jonathan Bennett, que viveu Aaron Samuels em Meninas Malvadas, e que já se declarou homossexual na vida real, e Robert Buckley, o Clay Evans de One Tree Hill – Lances da Vida.

A história segue um casal gay, Brandon (Bennett) e seu marido Jake (Brad Harder), que estão tentando adotar seu primeiro filho juntos. Durante uma viagem para visitar a mãe e o pai de Brandon durante as férias, os ansiosos futuros pais estão aguardando um telefonema sobre sua adoção pendente. Buckley interpretará o irmão de Brandon, Mike, que também está visitando sua casa nas férias. Enquanto estava lá, ele se reconectou com Andi (Ana Ayora), sua namorada do colégio. Com o nome de The Christmas House, o longa também é estrelado por Sharon Lawrence e Treat Williams, que interpretam os pais de Brandon e Mike.

“Nossa mesa de festas está maior e mais acolhedora do que nunca”, disse Michelle Vicary, vice-presidente executiva de programação, em um comunicado enviado para a imprensa americana nesta quarta-feira, 23 de setembro. “Nossos filmes são baseados em calor e positividade, conexões significativas, reuniões familiares e tradições sazonais – uma fórmula vitoriosa que esperamos que traga aos nossos milhões de espectadores a tão necessária leveza e alegria de feriado no final de um ano difícil.”A Hallmark anunciou que adicionaria seu primeiro filme de férias LGBTQ à programação de Countdown to Christmas em julho.

“Diversidade e inclusão são nossas principais prioridades e estamos ansiosos para fazer alguns anúncios de programação empolgantes nos próximos meses, incluindo anúncios sobre projetos com histórias, personagens e atores LGBTQ”, disse o executivo da Crown Media Family Networks, George Zaralidis. “Estamos empenhados em criar uma experiência Hallmark onde todos se sintam bem-vindos”. Mas isso não aconteceu de graça. O canal já foi acusado de deixar de veicular publicidades de uma joalheria porque tinham casais do mesmo sexo, e acabou voltando atrás após burburinho na internet.