Astro de The OA coloca fim em boatos sobre a série, e faz apelo aos fãs

The OA
The OA (Reprodução)

Houve muita comoção tanto na internet como fora dela quando a Netflix anunciou há cerca de um ano o cancelamento da série The OA. Como era uma época em que a empresa estava cancelando diversas produções, muita gente resolveu protestar contra o streaming e até mesmo um fã chegou a fazer greve de fome (?) na sede da companhia.

Até hoje, fãs na internet acreditam que o anúncio de cancelamento de The OA seja apenas uma forma de a Netflix chamar atenção, e posteriormente anunciar uma terceira temporada, mas uma das estrelas do programa, Jason Isaacs afirmou que isso realmente não vai acontecer. “Houve grande movimento de fãs em torno do programa, mas ele não vai voltar”.

“Não vai voltar, mas você sabe, nós fizemos duas temporadas de talvez o mais brilhante, original e imaginativo show que eu estive envolvido em 32 anos”, disse ele em entrevista ao This Morning, afirmando que as pessoas poderiam aproveitar o tempo livre durante a quarentena e assistir à série, e quem sabe assim, ao ver que as pessoas manifestam interesse, a Netflix poderia pensar em voltar atrás, e retomar a produção

“Se você tem Netflix eu sugiro que você assista, porque ele apenas reinventa a narrativa, ele não faz as coisas que você espera que ele faça. Brit Marling, que era a atriz principal e co-escritora… Ela é apenas uma voz original e eu estava emocionado por estar perto dela. Fiquei arrasado quando foi cancelado. Mas agora eu olho para trás e penso: ‘Pelo menos esse programa existiu. Pelo menos há duas temporadas de algo diferente de qualquer coisa que você já viu’”, disparou.

Anteriormente o ator já havia falado sobre tudo o que poderia acontecer caso, a série não tivesse sido cancelada, e falou de seu sentimento: “Você sabe aquele velho ditado: ‘Um camelo é um cavalo feito por um comitê’. A voz desse programa ressoou tanto com sua humanidade, sua autenticidade, sua beleza e seu desejo de conexão humana. É por isso que tocou tantas pessoas, tão profundamente”, falou ao site Collider.