Astros de Riverdale rebatem acusação de agressão sexual através de redes sociais

Cole Sprouse e Lili Reinhart em cena de Riverdale
Cole Sprouse e Lili Reinhart em cena de Riverdale (Reprodução)


As acusações de assédio sexual contra astros de Hollywood aumentaram consideravelmente. Na última semana por exemplo, dois deles, o comediante Chris D’Elia, e Ansel Elgort tiveram seus nomes expostos em casos como estes. O primeiro, teria trocado mensagens com menores de idade e pedido que elas lhe enviassem fotos íntimas, algo que ele negou em um comunicado enviado ao site de fofocas TMZ. Já o segundo, explicou que se envolveu mesmo com a garota que o acusava, porém tudo aconteceu de forma consensual.

Agora, novas denúncias apareceram sobre diversos atores da série adolescente Riverdale, e fez com que seus protagonistas fossem até as redes sociais se manifestar sobre o assunto. Cole Sprouse, de 27 anos, que interpreta o Jughead no programa da The CW, defendeu seus colegas, KJ Apa, Vanessa Morgan e sua ex-namorada, Lili Reinhart.

“Hoje cedo eu e três outros companheiros de elenco fomos acusados ​​falsamente de agressão sexual por contas anônimas no twitter. Levo essas acusações muito a sério e trabalharei com as equipes certas para chegar à raiz delas. cusações falsas causam um tremendo dano às vítimas reais de abuso”, começou o ator. “Além disso, eu nunca procuraria silenciar ninguém. Encorajo que as pessoas investiguem as acusações, pois os eventos detalhados são, de fato, falsos. Esta parece ser a última afirmação de uma série de incidentes que procuram cancelar sem fundamento meus companheiros de elenco e eu”, disse.

Reinhart também foi a público expressar sua indignação: “Sempre levei a sério as acusações de agressão sexual. Mas ficou provado que essa conta foi criada especificamente para criar histórias falsas sobre mim e o elenco. Não consigo pensar em algo mais distorcido do que mentir sobre agressão sexual. Isso invalida os homens e mulheres que são corajosos o suficiente para apresentar a verdade. Esse tipo de mentira pode arruinar vidas e carreiras – e eu posso chamá-la de mentira porque a pessoa que fez as alegações já admitiu que as histórias foram inventadas. Estamos pensando em tomar medidas legais. Esse tipo de comportamento doente só prejudica os verdadeiros sobreviventes [de abuso]. Isso foi incrivelmente assustador para mim, porque sempre apoiei os sobreviventes e acreditei neles. Espero e rezo para que isso não desencoraje sobreviventes reais de falar sobre suas experiências”, concluiu ela que teve suas mensagens compartilhadas pela colega.