Atitude EMOCIONANTE de Jennifer Garner ajudou Ben Affleck em filme

Ben Affleck (Reprodução)

Tanto tempo depois da conturbada separação de Jennifer Garner e Ben Affleck, um emocionante relato sobre uma atitude da atriz foi revelado pelo diretor Gavin O’Connor.

O profissional contou em entrevista ao 34th Street que Jennifer teve um papel muito importante para que o ex-marido tivesse mantido o seu papel em O Caminho de Volta, atual longa-metragem estrelado por ele.

Durante os trabalhos, Ben teve uma recaída em seu vício e a atriz tomou uma atitude para ajudá-lo. “[…] quando estávamos fazendo a pré-produção, Ben teve uma recaída. Ele acabou indo para a reabilitação e eu não sabia se o filme tinha acabado. O estúdio certamente achou que sim. Sua ex-esposa, Jennifer Garner, me ligou contando que ele foi para a reabilitação e que tinha levado uma bola de basquete com ele. Ela me disse ‘Gavin, ele está pedindo para você, não abandone o filme, ele realmente quer fazer isso'”, disse ele.

O curioso é que, assim como na vida real, o papel de Ben mostra um personagem que tenta se livrar do alcoolismo. Na ocasião, Affleck ficou uma semana em reabilitação: “Tínhamos ali um cara muito vulnerável e cru no primeiro dia de gravação”.

“É quase contraintuitivo com atuação, porque ele está fazendo cenas obviamente doloridas. Realmente intensas e sombrias. Assisti-lo nestes momentos foi difícil, mas também eufórico porque este é o seu trabalho como ator, acessar essas emoções e ir para lugares honestos, profundos e verdadeiros. Então sempre foi bom, apesar de doloroso, porque ele estava fazendo muito bem seu trabalho”, concluiu o cineasta.

Caminho de Volta já estreou nos Estados Unidos, mas o início de sua passagem pelo Brasil ainda não está previsto.

Veja as críticas sobre O Caminho de Volta no Rotten Tomatoes:

“Affleck é o dono do papel. Ele interpreta com a sutileza de um ator de personagem e a ferocidade enrolada da estrela que ele sempre foi, através de bons e maus papéis.” – Joe Morgenstern, Wall Street Journal.

“O curso de ‘O Caminho de Volta’ corrige-se bastante no final, à medida que o filme passa do seu destino esperado e se transforma em um quarto ato graciosamente moderado que reafirma a veracidade subjacente dessa história. – David Ehrlich, indieWire.

“Em ‘O Caminho de Volta’ você acredita na ideia do que Jack Gallagher é porque acredita no homem que o interpreta, Ben Affleck.” – G. Allen Johnson, San Francisco Chronicle.

“Um drama de caráter rico sobre perda, vício e autodestruição, que incidentalmente se concentra apenas nos negócios das lições da vida e coloca uma equipe de desajustados em um clube de bola vencedor.” – Todd Gilchrist, TheWrap.

“É um lembrete de que o material mais trivial – nesse caso, ter uma segunda chance de fazer o bem – pode ser poderoso quando tratado honestamente.” – Charles Bramesco,
AV Club.

“O Caminho de Volta não é o filme que você está esperando … é melhor.” – Chris Knight, National Post.

Jornalista especializado em entretenimento, consumista de streaming e cinemaníaco de carteirinha.