Ator de 13 Reasons Why explica principal diferença de última temporada para as demais

Devin Druid
Devin Druid (Divulgação)

13 Reasons Why está chegando nesta sexta-feira, 05 de junho na Netflix para sua última temporada, fechando o ciclo de traumas que se abateu sobre a Liberty High School após o suicídio de Hannah no primeiro ciclo de episódios. Devin Druid, ator que interpreta o personagem Tyler, disse que o final é uma despedida adequada.

“Tivemos muita sorte de a Netflix nos dar a oportunidade de passar tantas temporadas e escrever um final real”, disse Druid, ao site TVLine. “Nem todo programa tem o mesmo luxo, então estou muito agradecido.”

Diferente dos 13 costumeiros episódios que compuseram as temporadas anteriores, a última vem apenas com 10 partes, mas como o próprio ator diz, ela se afasta das demais temporadas por outros motivos. “As outras tiveram um catalisador central que motivou os personagens. Esta temporada apenas dá uma olhada em tudo o que esses personagens passaram, e a história vem de como eles reagem a tudo isso. Então, meio que segue o caminho oposto, o que eu acho realmente divertido”.

Na segunda temporada, Tyler acabou levando um rifle para a escola, e agora lidará com as consequências disso, assumindo os erros de seu passado, assim como outros personagens por exemplo Bryce Walker, e Montgomery Cruz, que concordaram em enterrar de vez seus segredos.

“Vimos aquelas armas sendo retiradas da água no final da terceira temporada “, relembra Druid. “Se algo assim fosse trazido de volta ao jogo, isso certamente seria traumatizante para Tyler. Isso também ameaçaria tudo o que ele trabalhou e construiu para tornar as coisas certas. Então ele está definitivamente preocupado com isso. Esses personagens têm alguns segredos enormes que estão tentando manter em segredo, então todo mundo tem muito com o que se preocupar”, disse ele que preferiu não dar spoilers sobre como a história do personagem irá se desenrolar, mas está feliz pelo desenvolvimento do mesmo. “Tyler nem sempre toma as decisões certas, mas é o primeiro a tomar as medidas necessárias para corrigir seus erros”, concluiu.