Ator de Buffy, a Caça-Vampiros revela que Joss Whedon o ameaçou no set

Buffy, a Caça-Vampiros (Reprodução)

Pelo visto, os atores dos filmes e séries não estão dispostos a continuarem aguentando calados alguns tipos de humilhação para manterem seus empregos, e mais uma vez Joss Whedon, controverso diretor de Liga da Justiça foi colocado como alvo por um de seus colaboradores. O ator, James Marsters, que interpretou o personagem Spike em Buffy, a Caça Vampiros, abriu o jogo sobre sua relação com o cineasta.

Marsters entrou no programa durante a segunda temporada como o vampiro que fazia parte do grupo de Angel (David Boreanaz), antes de ter sua alma restaurada e se tornar um anjo. Sua história era para ter terminado durante a segunda temporada, mas ele acabou virando parte importante do programa em um curto espaço de tempo, tornando-se personagem favorito dos fãs.

Mais tarde, seu personagem voltou a aparecer no spin-off, Angel, também dirigido por Whedon, que segundo o ator em nova entrevista, chegou a gritar com ele e ameaça-lo. “Eu cheguei ao programa e não fui projetado para ser um personagem romântico, mas então o público reagiu dessa maneira [devido ao interesse que Spike demonstrou ter em Buffy]. E eu lembro que ele me colocou contra a parede um dia e ficou tipo: ‘Eu não me importo com o quão popular você é, garoto, você está morto. Você está me ouvindo? Morto. Morto!’ E eu fiquei tipo, ‘Uh, você sabe, é o seu jogo, cara. Está tudo bem’”, contou ele no podcast Inside of You com Michael Rosenbaum.

O apresentador do podcast até achou que o ator estivesse fazendo uma piada, mas ele jurou que era sério, e que Whedon jogava toda sua fúria em cima dele, porque os fãs estavam entendendo o personagem de uma forma oposta ao que ele tinha planejado, fazendo com que ele ficasse cada vez mais popular: “Ele nunca pediu desculpas. Ele estava bravo com a situação”.