Ator de Demolidor diz que ex-chefe da Marvel foi xenofóbico durante a produção

Nobu (Peter Shinkoda) e Madame Gao (Wai Ching Ho) em cena de Demolidor
Nobu (Peter Shinkoda) e Madame Gao (Wai Ching Ho) em cena de Demolidor (Reprodução)

Em meio à Comic Con At Home, versão online da Comic Con San Diego tradicional, os fãs da série Demolidor (Daredevil) resolveram fazer sua própria convenção, como #SaveDaredevilCon, onde pediram pelor retorno do programa, que há quase dois anos foi cancelado pela Netflix e pela Marvel Television, logo que os estúdios passaram a ser de propriedade da Disney. O ator da série Peter Shinkoda esteve presente no evento online e disse que o ex-chefe da Marvel Jeph Loeb tecia comentários anti-asiáticos durante a produção.

Durante um painel com os colegas atores Geoffrey Sing e Tommy Walker, Shinkoda falou sobre como havia uma história sobre Nobu, seu personagem se envolver com Madame Gao (Wai Ching Ho), mas a história teria sido completamente descartada. Incialmente questionado sobre o assunto, ator se manteve relutante, mas logo resolveu colocar a boca no trombone.

“Jeph Loeb disse para os roteiristas não escreverem para sobre Nobu e Gao … e isso foi reiterado muitas vezes por muitos roteiristas e showrunners”, disse Shinkoda. “Ele disse: ‘Ninguém se importa com o povo chinês e o asiático. Havia três filmes anteriores da Marvel, uma trilogia chamada Blade, que foi feita onde Wesley Snipes matou 200 asiáticos em cada filme. Ninguém dá a mínima para não escrever sobre Nobu e Gao.’ Como resultado, a história foi abandonada”, disparou.

Não é a primeira vez que Loeb é acusado de ser surdo em relação à representação asiática. Quando Finn Jones foi anunciado como protagonista de Punho de Ferro, muitos viram esta como uma oportunidade perdida de colocar um asiático no protagonismo do show. Mas pelo contrário, a série só reforçou o enredo de salvador branco e a fetichização do misticismo asiático. Chalie Cox, protagonista de Demolidor, disse anteriormente que não sabia nada sobre um retorno da série, e que caso a Disney e Marvel fossem fazê-la provavelmente seria um reboot com outro ator, já que em quase dois anos, ele nunca foi chamado para uma conversa.