Ator de Supergirl revela que já foi ameaçado de morte pelos fãs da série

James Olsen (Mehcad Brooks) e Lena Luthor (Katie McGrath) em Supergirl (Reprodução / The CW)
James Olsen (Mehcad Brooks) e Lena Luthor (Katie McGrath) em Supergirl (Reprodução / The CW)

A morte de George Floyd por um policial nos Estados Unidos vem trazendo a tona diversos debates sobre racismo e diversos atores negros estão levantando a sua voz para denunciar os preconceitos que sofreram ao longo de suas carreiras. Ao dar apoio ao movimento Black Lives Matter, o ator Mehcad Brooks, que interpreta James Olsen no seriado Supergirl, revelou que na terceira temporada recebeu ameaças de morte por seu personagem beijar Lena Luthor (Katie McGrath) em uma cena.

Através do Twitter, Mehcad revelou que quase não foi à San Diego Comic Con por medo das ameaças. Ele escreveu: “Não acredita que isso ainda aconteça? Quase não fui à Comic Con 2019 por causa das ameaças de morte que recebi no Twitter por beijar Katie McGrath. Eu tive que exigir segurança extra e detectores de metal. Perdi o sono por causa disso. Estamos cansados ​​de ficar presos entre desesperados e esperançosos”.

Contudo, alguns fãs interpretaram errado a mensagem acharam que a culpa disso era de Katie McGrath e fizeram um abaixo assinado para que ela saísse da série. Mehcad Brooks voltou ao Twitter para esclarecer a situação e defender a amiga de trabalho: “Ei cara, minha menção às ameaças de morte que recebi antes da Comic Con por beijar Katie Mcgrath não é culpa dela. PAREM TODAS AS PETIÇÕES EM MEU NOME. SEU SENTIMENTO É OUVIDO, MAS OUÇA-ME TAMBÉM. EU ESTAVA FALANDO SOBRE QUANTO A SUPREMACIA BRANCA É UMA AMEAÇA REAL. KATIE É UMA PESSOA QUERIDA”.

Em seguida ele reforçou: “Por favor, tome meu tweet original sobre as ameaças de morte como eles eram. Um olhar sobre a supremacia branca generalizada. Katie McGrath sempre me apoiou e é uma das minhas amigas mais queridas e aliadas anti-racistas. Ela NÃO é o problema. Ela está com o Black Lives Matter”.