Ator de The Boys mostra imagem ASSUSTADORA de seu personagem em nova temporada da série

Capitão Pátria e Madelyn Stillwell na primeira temporada de The Boys (Imagem: Divulgação)

A estreia da nova temporada de The Boys vai acontecer em algumas semanas, e alguns atores já estão esquentando os tambores para este momento dando algumas pistas do que vai acontecer no novo ciclo de episódios. Um deles é Antony Starr, que interpreta o Capitão Pátria, que resolveu dar uma provocada nos fãs, publicando em seu Twitter uma foto assustadora do personagem, prometendo que haverá muito sangue. Na imagem em preto e branco, Capitão Pátria aparece como os braços abertos como se quisesse dar um abraço em alguém, mas com uma expressão maligna.

“A segunda temporada de @TheBoysTV está chegando. Não prometo nada, exceto sangue. Haverá sangue. E abraços do Capitão Pátria. Vê como ele é fofo?” escreveu Starr. Vale lembrar que o Capitão Pátria é líder dos heróis da série, uma espécie de Superman, misturado com Capitão América, e seu abraço pode chegar a matar alguém devido à sua força descomunal.

A primeira temporada da série revelou que, embora o personagem se pareça e seja apresentado como o último escoteiro e patriota heroico, ele é tudo menos isso. Ele logo se revelou violento e o que só pode ser descrito como instável, algo que o próprio Starr disse recentemente ao site ComicBook.com que só vai piorar na segunda temporada.

“Chegamos à segunda temporada e Capitão Pátria não está bem. Ele está sentindo falta de Stillwell, mas ele se tornou o mestre de seu próprio universo. A pessoa que está executando a interferência, ou talvez apenas a interferência, que é Stillwell, foi removida, então agora ele tem uma linha direta com Edgar. Pátria acha que ele é o jogador mais importante no jogo, por assim dizer, mas Edgar vem de um ângulo diferente. Ele representa uma grande corporação e realmente coloca Pátria em uma posição muito interessante para um super-herói que está acostumado a fazer o que quer e a ser tão forte. Edgar realmente joga o gato entre os pombos e coloca o Pátria em uma trajetória bizarra”, disse.