A Menina que Matos os Pais (Imagem: Divulgação)

A Menina que Matou os Pais“, filme sobre o caso Von Richthofen, chega ao cinemas em 2020 e o ator que vive Cristian Cravinhos no longa, Allan Souza Lima, conta como foi difícil gravar uma das cenas da produção. Descrita como sendo a mais complicada, o ator revelou à Quem que o momento de gravar os depoimentos no tribunal foi o mais difícil de todo o processo.

“Foram dois dias chorando o dia inteiro. Foi um trabalho muito ímpar. Pela primeira vez eu tinha uma limitação de fazer algo dentro do contexto. Ele é paulista, tem trejeitos para falar. Quando eu tive contato com o depoimento, quando ouvi a voz dele, é catártico. A imagem que ele tem é completamente contraditória do que aparentou ser. É pelo meu estudo com o processo. Ele tem algo muito infantil. Ele era o que mais chorava”, disse o ator.

Cristian é irmão de Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencurt), namorado de Suzane Von Richthofen (Carla Diaz). “Eles não têm nenhum envolvimento com o filme, que é baseado nos autos do processo”, explicou Allan ao contar que tentou contato com o Cristian, mas que foi impedido pela produção do filme.

“É um assunto delicado. É um filme polêmico. Tem lado apoiando, outras criticando. Eu, como ator, sempre falo que fazer um personagem é entender a cabeça do ser humano”, finaliza o ator.

Após 18 anos, o caso Von Richthofen chega aos cinemas. Previsto para estrear em 2019, “A Menina que Matou os Pais”, será lançado apenas no ano que vem, isso porque o filme terá duas versões. Exibidos de forma alternada nas salas de cinema, o primeiro será uma versão da Suzane e o outro, “O Menino que Matou Meus Pais”, será a do Daniel Cravinhos.

“São coisas que a gente descobriu na leitura do processo, versões, às vezes do mesmo fato, mas diferentes”, contou o diretor Maurício Eça. Os filmes contam com o processo criminal como principal fonte. A produção do longa é de Marcelo Braga, com roteiro de Ilana Casoy e Raphael Montes.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui