Jeffrey Dean Morgan conta se aceitaria interpretar o Batman!

Flashpoint Batman (Reprodução)

Depois de conquistar os fãs com o seu talento tanto na série Supernatural quanto na produção The Walking Dead, o ator Jeffrey Dean Morgan revelou se aceitaria interpretar um dos personagens mais complexos de todos os tempos: o Batman.

Durante o tapete vermelho para a estreia da décima temporada de TWD nos Estados Unidos, Jeffrey, que atuou em “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” como Thomas Wayne, foi questionado se aceitaria o papel, porém em uma versão que o público ainda não conferiu nos cinemas: Flashpoint Batman.

Olha, eu não sei. Se houvesse uma chance deles me chamarem, eu diria sim. A história de Flashpoint é a minha favorita, eu adoraria fazer. Mas sabe, a DC é a DC, e parece que eles estão sempre mudando quem está no comando das coisas e o que eles vão fazer em seguida”, disse ele, algo com que a maioria dos fãs do estúdio parecem concordar.

E completou: “Honestamente, eu gostaria de ver uma certa continuidade com a DC, que eles voltassem aos trilhos, e aí sim, eu ficaria honrado e adoraria fazer isso, mais que qualquer coisa”. Sobre voltar aos trilhos, isso parece estar acontecendo lentamente, com sucessos como “Aquaman”, “Shazam!” e agora, ao que tudo indica, “O Coringa”.

O sinal verde da Warner para que Todd Phillips desse vida a esse que é indiscutivelmente o filme mais sombrio e violento da DC até agora, cria esperança de que Flashpoint Batman possa realmente um dia acontecer.

Outra dimensão

Seguindo uma versão alternativa dos fatos, a história tem a criança Bruce Wayne sendo assassinada por um ladrão, ao invés dos seus pais. Consumido pelo luto e pelo desejo de vingança, Thomas assume a identidade do homem-morcego, tornando-se um Batman muito mais violento e sem os mesmos escrúpulos da versão original sobre matar seus inimigos.

Já a mãe, Martha Wayne, completamente traumatizada pela perda do filho, corta o próprio rosto em um sorriso perpétuo, enlouquece e se torna a versão alternativa do Coringa. Se a história algum dia chegará aos cinemas, só o tempo dirá.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

ankara escort