Atores de Os Novos Mutantes contam como se prepararam para seus papéis

Cena do trailer de Os Novos Mutantes (Divulgação / 20th Century Studios)
Cena do trailer de Os Novos Mutantes (Divulgação / 20th Century Studios)

O filme Os Novos Mutantes finalmente chegou aos cinemas depois de vários adiamentos. O longa metragem tem direção de Johs Boone e o elenco incluiu Anya Taylor-Joy, Maisie Williams, Charlie Heaton, Blu Hunt e Henry Zaga. O diretor e o elenco do filme deram uma coletiva de imprensa ao qual o site Legião de Heróis participou, e os atores falaram sobre como se prepararam para seus papéis.

Anya Taylor-Joy, que interpreta a Magia, revelou que grande parte do material usado para compor sua personagem foicom quadrinhos. Ela disse: “Entrei nos quadrinhos por diversão. A Magia é meio confusa por causa do Limbo, mas eu gosto porque ela fica difícil e interessante”. Josh Boone ressaltou o quanto o uso dos quadrinhos foi essencial, mas cortou algumas partes confusas para que a história ficasse mais coesa.

Taylor-Joy concordou com o diretor e ainda disse que “não usar só os quadrinhos, ajuda a quem não conhece [os personagens] a não se perder”. Henry Zaga, o Mancha Solar, e Charlie Heaton, o Míssil, também disseram que usaram os quadrinhos para entender seus personagens. Heaton finalizou: “Você quer dar uma parte sua para o personagem. Assim você escolhe qual parte quer dar a ele”.

Em seu fim de semana de estreia nos EUA, Os Novos Mutantes arrecadou cerca de US$ 7 milhões em bilheteria. Confira abaixo que o que a crítica já falou sobre o filme:

“Um filme com uma crise de identidade, Os Novo Mutantes luta para encontrar sua voz, mas graças a uma virada estelar de Anya Taylor-Joy, há o suficiente para satisfazer” – Kat Hughes, THN.

“Não há o suficiente para direcionar o público para Os Novos Mutantes. Sem brilho e principalmente confuso, ele acaba falhando em trazer uma nova vida a uma franquia que já está sofrendo” – Katie Smith-Wong, Flick Feast.

“Independentemente de sua qualidade, Os Novos Mutantes deixará para trás um legado complicado. Esta saga contínua tem sido longa e dramática, e é uma história que lembraremos por um bom tempo. O filme em si, no entanto, é simplesmente esquecível” – Charlie Ridgely, ComicBook.com.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.