Atriz de Arrow é escalada como estrela do reboot de Lenda Urbana

Mia (Katherine McNamara) em Arrow
Mia (Katherine McNamara) em Arrow

A maioria das produções da TV e do cinema estão paradas e tentando voltar à normalidade depois de meses por causa do coronavírus, e um filme que ganhará um reboot pode ter ganhado uma nova protagonista. Trata de Lenda Urbana. A nova versão segundo o site Collider contratou uma nova atriz, Katherine McNamara cujo último trabalho foi como Mia, filha de Oliver Queen (Stephen Amell) em Arrow. Ela se juntará ao ator estreante, Sydney Chandler.

Colin Minihan, responsável pelo filme canadense What Keeps You Alive é quem vai escrever o roteiro e dirigir, embora não tem nada definido sobre quando suas filmagens acontecerão ou quando ele está previsto para estrear. No longa original de 1998, uma estudente nova-iorquina acaba no meio de uma série de crimes sádicos, que são inspirados por lendas urbanas, e resolve investigar por conta própria uma dessas lendas, um crime que teria acontecido em sua universidade, quando um professor de psicologia foi responsável por cometer um verdadeiro massacre contra alunos. O filme contou com Jared Leto, Joshua Jackson, Michael Rosenbaum, e Tara Reid, estrelas teen dos anos 90. O filme ganhou duas sequências, em 2000 e 2005, nenhuma delas tão bem sucedida.

Esta nova abordagem do material é definida para explorar o mundo das lendas urbanas na era digital, com notícias anteriores afirmando que essa reinicialização se concentraria em um “elenco diversificado de estudantes universitários enquanto navegam por uma série de mortes bizarras que lembram lendas urbanas ligadas a cantos mais sombrios da mídia social”.

Katherine McNamara também estava confirmada para estrelar a série spin-off de Arrow, Green Arrow and The Canaries, que se concentraria em sua personagem lutando ao lado das Canários Negros Laurel Lance (Katie Cassidy) e Dinah (Juliana Harkavy) no ano de 2040. Apesar de seu piloto ter chamado a atenção, o programa não ganhou sinal verde do canal The CW embora, seus executivos garantam que ele não está completamente descartado.