Atriz de Showgirls revela que abandonou estreia do filme e nunca conseguiu assisti-lo

Showgirls
Showgirls (Divulgação)

O filme Showgirls foi considerado um grande fiasco na época de seu lançamento, e o público e crítica tanto torceram o nariz que ele chegou a ganhar diversas estatuetas do Framboesa de Ouro (premiação que celebra os piores filmes), mas anos depois, o longa passou a ser considerado cult, e bastante assistido. Menos por uma pessoa, uma atriz do próprio longa dirigido por Paul Verhoeven há 25. Em uma entrevista o site Yahoo, a atriz Gina Ravera disse que nunca conseguiu assistir ao filme.

O problema para ela foi uma cena de estupro que sua personagem, a figurinista Molly – que se torna a primeira amiga que a protagonista encontra ao ser mudar para Las Vegas com o sonho de ser stripper – sofre logo no início do filme. Segundo a atriz, ela não teve estômago para assistir à cena, e chegou a sair da sessão de estreia do filme em Los Angeles nos anos 90, nunca mais tendo coragem de vê-lo. “Eu sabia que não queria ver isso por motivo nenhum”, diz ela.

“Quando você faz uma cena como essa, seu corpo não sabe que não é real. Não sei se teria feito o filme se tivesse entendido isso”, explicou, ela contando na entrevista uma curiosidade: para rodar a tal sequência, a produção gastou cerca de nove horas.

Ravera já havia feito laboratório antes para saber como se comportava uma vítima de violência sexual devido a um papel na série The Closer. “Elas ficaram tipo ‘Isso foi horrível’. Uma delas perguntou: ‘Como foi filmar isso?’ Eu respondi que fiquei abalada por um tempo”. Segundo a atriz, ela acreditou que a personagem era tão boazinha no filme que ela entendeu aquilo como ela tivesse sido entregue em um sacrifício.

Lydia Cassamento (Gina Ravera) em Arrow
Lydia Cassamento (Gina Ravera) em Arrow (Reprodução)

Ela inclusive chegou a fazer testes para interpretar a protagonista Crystal, porém a personagem ficou com Gina Gershon, e Ravera atribui isso a um fator simples: sua cor de pele. “O estúdio não teria me escalado. Naquela época, não havia muitas mulheres negras ou latinas sendo protagonistas de filmes. Era sempre o papel de Hattie McDaniel, onde você cuida das necessidades da mulher branca e não tem um enredo próprio. Foi uma decisão difícil para mim, mas também foi um dos primeiros filmes que eu faria. Eu tive que começar de algum lugar”, disse ela comparando as personagens negras do cinema ao papel de McDaniel, primeira atriz negra a vencer o Oscar por E o Vento Levou. Ravera fez uma participação na série Arrow.