Atriz indicada ao Oscar reage a comentário polêmico de Stephen King sobre a premiação

Cynthia Erivo em Harriet (Imagem: Reprodução)

Não é só Martin Scorsese que causa polêmicas com seus comentários sobre cinema na internet. Depois dos anúncio dos indicados do Oscar 2020, várias pessoas falaram sobre a falta de diversidade nos filmes escolhidos. Então, Stephen King decidiu dar sua opinião sobre assunto usando seu perfil no Twitter.

Na publicação ele escreveu: “Como escritor, estou apto a indicar em apenas três categorias: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Roteiro Original. Para mim, a questão da falta de diversidade – como se aplica a atores e diretores individuais – não foi um problema. Dito isto…”. 

E ele acrescentou: “… Eu nunca consideraria a diversidade em matéria de arte. Somente qualidade. Parece-me que fazer o contrário seria errado”. E finalizou: “Você não pode ganhar prêmios se você ficar fora do jogo”.

Contudo, não foi só os internautas que se revoltaram com tweets de Stephen King. De acordo com uma matéria da Entertainment Weekly, a atriz Cynthia Erivo, a única mulher negra indicada ao Oscar 2020 na categoria Melhor Atriz por seu trabalho em Harriet, se pronunciou sobre os comentário. Ela disse: “Eu não posso resolver como você equilibra diversidade com qualidade do trabalho. Gosto de pensar que sou parte do mundo da diversidade”.

A atriz ainda disse: “Felizmente, mais trabalhos são vistos por pessoas que estão fazendo um bom trabalho. Sinto que este ano tivemos uma enxurrada de trabalhos bonitos de pessoas de natureza diversa, mulheres negras, mulheres em geral, e acho que você está vendo mais na TV, na HBO em geral”. Cynthia está em uma produção na HBO chamada The Outsider, baseada em uma das obras de Stephen King.

E finalizou: “Mas também depende das pessoas que estão acostumadas a fazer as coisas de uma certa maneira para mudar suas ideias, mudar a maneira de pensar, mudar a forma como elencam artistas, mudar a forma como alinham seus produtores, diretores e escritores e ter certeza de que o ambiente reflita o mundo em que vivemos, assim acho que nos inclinamos um pouco mais para a diversidade”.

 

Comentários