Aves de Rapina (Imagem: Divulgação/DC)
Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa (Imagem: Divulgação/DC)
ANÚNCIO

Segundo o ComicBook, Aves de Rapina pode chegar aos cinemas com um ótima arrecadação. O site aponta que o filme deve iniciar sua jornada com uma bilheteria entre US$ 49 e US$ 55 milhões nos Estados Unidos.

Para se ter uma ideia, Deadpool (2016), por exemplo, que é outro filme baseado em quadrinhos com classificação R-rated, arrecadou em sua estreia US$ 132,4 milhões e sua sequência, lançada em 2018, conseguiu US$ 125 milhões.

Já Logan (2017), estrelado por Hugh Jackman, abriu com US$ 97 milhões. E Esquadrão Suicida, longa que Margot Robbie também interpreta a Arlequina, arrecadou US$ 133 milhões no seu lançamento em 2016.

Assista ao trailer:

O filme reúne um inesperado grupo de heroínas para enfrentar o Máscara Negra (Ewan McGregor) em Gotham City e ainda ajudar a jovem Cassandra Cain (Ella Jay Basco). O time é liderado pela Arlequina, interpretada mais um vez por Margot Robbie.

Ao lado dela veremos a Caçadora, papel de Mary Elizabeth Winstead, a Canário Negro, vivida por Jurnee Smollett-Bell, e Renee Montoya, personagem de Rosie Perez.

O elenco também conta com Chris Messina, Charlene Amoia, Ali Wong, Robert Catrini, Derek Wilson, Steven Williams, François Chau e Matthew Willig.

Cathy Yan (Dead Pigs) assume a direção e Christina Hodson (Bumblebee) assina o roteiro.

Aves de Rapina será lançado nos cinemas brasileiros no dia 6 de fevereiro.

Expectativa

Esse é um filme que realmente chama a atenção. Depois da alta popularidade da Arlequina de Margot Robbie, esse pode ser uma boa aposta da DC e da Warner Bros. Tanto que se o sucesso for confirmado, o longa pode chegar a ter uma sequência.

“Quem sabe? Qualquer coisa que faça sucesso pode dar origem a uma franquia no cinema. Não estamos descartando nenhuma possibilidade”, disse a produtora Sue Kroll à Variety.

E se depender do empenho do elenco, o filme tem mesmo um futuro promissor. Em conversa com a Variety, Robbie revelou que incentivou suas colegas a lerem os quadrinhos para melhorar ainda mais as performances.

“Mesmo que uma parte do público não seja fã de quadrinhos, eu insisti para que todos do elenco e da equipe começassem a ler o material de origem, porque devemos isso aos fãs, devemos respeitar esses personagens tão amados. Temos muita sorte em dar vida a eles e isso traz uma enorme responsabilidade. Precisamos estar no lugar dos fã e pensar: ‘Eu também gostaria que alguém se importasse com algo que eu gosto da mesma forma com a qual eu me importo'”, disse a atriz.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui