Bacurau
Bacurau (Divulgação)

Produção brasileira recente, o filme Bacurau continua fazendo sucesso por onde passa. Agora, o longa conquistou mais um prêmio em um festival internacional. Sob responsabilidade dos pernambucanos Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, o longa faturou o Prêmio de Melhor Filme do 37° Festival de Cinema de Munique. Com isso, os responsáveis pela produção também levaram equipamentos para a próxima produção, no intuito de auxiliar nas filmagens.

Ao todo, os responsáveis receberam, num cálculo em euros, a quantia equivalente a 50 mil, presenteada em equipamentos para o próximo filme. Conforme publicação do G1, a produtora Emilie Lesclaux comemorou a vitória. “É uma honra poder receber esse prêmio, que já permite pensar num próximo projeto”, disse a produtora ao G1. Vale lembrar que o filme, uma coprodução entre Brasil e França, com gravações no Sertão do Seridó, que fica na divisa do estado do Rio Grande do Norte com o estado da Paraíba, já havia recebido outro prêmio anteriormente, o que levou mais holofotes ao longa-metragem.

No Festival de Cannes, o filme de Dornelles e Mendonça Filho, que assinam roteiro e direção, recebeu o Prêmio do Júri. No Festival, também aconteceu a première mundial do longa. Com o sucesso, chegaram convites muitos festivais ao redor do mundo e também a distribuição do filme para mais de 30 países ao redor do globo. Recentemente, Juliano Dornelles falou ao G1 sobre o sucesso do filme e comentou o reconhecimento da produção.

“É um trabalho muito duro sendo reconhecido em todos os lugares do mundo. Foi na França, na Austrália, na França de novo e agora, Alemanha. Tivemos mais de 90 convites para festivais internacionais e o filme está sendo vendido para muitos países. Isso é uma mensagem de que o cinema brasileiro faz bem para a cultura do país, que é uma indústria poderosíssima”, disse ele ao G1.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui