Baixo desempenho pode atrapalhar destino de O Exterminador do Futuro

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio (Imagem: Divulgação)

Algumas franquias do cinema como Star Wars e o próprio Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) parece que estão destinadas a lucrarem nas bilheterias mesmo quando a qualidade dos filmes desagrada aos críticos. Ao que tudo indica esse não é o caso de o O Exterminador do Futuro. O mau desempenho do sexto filme da franquia nas bilheterias pode jogar a saga de Sarah Connor na geladeira de Hollywood por um longo tempo. 

Com um custo de produção na casa dos US$ 200 milhões de dólares, a receita produzida pelo filme mal conseguiu arcar com investimento inicial da Paramount Pictures. No primeiro fim de semana da estreia de “Destino Sombrio”, estrelado por Linda Hamilton (Sarah Connor) e Arnold Schwarzenneger (T-800), produzido por ninguém menos que o próprio “Pai” da franquia, James Cameron, o filme angariou meros 10 milhões de dólares em receita de bilheteria. 

A notícia ganha um sabor ainda mais amargo quando comparado com os resultados do último fim de semana, no qual os resultados não ultrapassaram US$ 2.8 milhões de dólares na última sexta-feira. 

A queda representa uma redução drástica de 73% na bilheteria, a maior da história da franquia, iniciada em 1984.  Se nas bilheterias americanas o resultado foi pífio, nos cinemas ao redor do mundo o filme conquistou grande parte de sua receita, de US$ 199 milhões de dólares.

Com esses péssimos resultados, a perspectiva de uma sétima parte da franquia se torna ainda mais incerta, mesmo que o filme tenha se tornando o mais bem-avaliado pelos críticos desde o Exterminador do futuro 2 de 1991.

De acordo com o site Deadline, seria preciso que o filme lucrasse outros US$ 470 milhões para não dar prejuízo ao estúdio. Com seis filmes, uma série de TV e duas web séries, além de jogos de vídeo games, romances e quadrinhos, estima-se que O Exterminador do Futuro, enquanto franquia, já tenha lucrado algo próximo de 1 bilhão de dólares ao longo de sua história.