Batman (DC/Reprodução)

O Batman sempre foi conhecido por desafiar as autoridades e praticar ações que nem sempre condizem com a lei. Porém o que o Homem-Morcego não imaginava é que seria banido na China por um motivo bastante inocente.

O pôster divulgado pela DC Comics para comemorar a chegada da nova HQ do selo especial DC Black Label intitulada Dark Knight Returns: The Golden Child (O Cavaleiro das Trevas Ressurge: A Criança Dourada, em tradução livre), foi banido em território chinês sob o pretexto de fazer alusão aos protestos pela democracia que já há um bom tempo acontecem em Hong Kong.

A arte, criada pelo brasileiro Rafael Grampá e que pode ser conferida no fim do post, mostra o herói atirando um coquetel molotov com os dizeres ao fundo: “O futuro é Jovem“. A imagem havia sido postada nas redes sociais oficiais da DC no Twitter e no Instagram – que inclusive são bloqueadas no país – e depois das críticas chinesas, foi deletada, o que por sua vez gerou críticas dos fãs.

Explicações…

A arte é acusada de conter mensagens “codificadas” que apoiariam os protestantes, com o coquetel molotov representando suas táticas mais violentas, e o traje preto do Batman (?) fazendo referência às roupas usadas por eles; além da escolha de “garoto ou garota dourada” ligada à cor amarela que também foi usada pelos manifestantes anteriormente.

A decisão de retirar a arte sem dúvida está ligada ao fato de que a China é um mercado importantíssimo para a Warner – como é para a maioria dos estúdios – e representa uma extensa parcela do faturamento das adaptações de quadrinhos para o cinema como Aquaman e Shazam, que marcaram 292 e 43.8 milhões de dólares respectivamente.

O DC Black Label é um selo que voltado para o público mais adulto, e consiste de relançamentos e séries originais. Dark Knight Returns: The Golden Child chega às lojas em 11 de dezembro.

 

Pôster do Batman criado por Rafael Grampá (Reprodução)

 

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui