“You”, segunda temporada (Imagem: Divulgação)

A segunda temporada de You foi lançada em dezembro e quem já assistiu pode acompanhar Joe Goldberg (Penn Badgley) em mais uma jornada pela busca do amor, acompanhando seu jeito nada tradicional de lidar com as interferências e dificuldades no relacionamento.

É o velho Joe tentando ser um novo Joe. Mas a situação continua dramática, e a incrível narração contribui e muito para deixar as sequências ainda mais intensas. No entanto, a Netflix divulgou um vídeo com algumas cenas sem a tão marcante narração com os pensamentos do protagonista.

Confira:

Vale lembrar que, apesar de ainda não ter sido confirmada, segundo a Production Weekly, uma 3ª temporada já está em desenvolvimento.

As duas temporadas de You já estão disponíveis na Netflix.

Confira algumas críticas da 2ª temporada:

“‘You’ mantém suas emoções, arrepios e perguntas ponderadas sobre masculinidade, agressores e relacionamentos modernos nos novos episódios.” – Kelly Lawler, USA Today.

“[Pen] Badgley ainda é imensamente assistível como Joe, que tem o coração de um herói de comédia romântica e a mente / falta de controle de impulso de um perseguidor assustador. O ator faz malabarismos com os deveres duplos da performance na tela e a narração com um charme implacável.” – Kristen Baldwin, Entertainment Weekly.

“Apesar de todas as suas curvas e arcos em êxtase, às vezes de natureza operística, You é, em última análise, um retrato enervante e complicado da violência masculina – como começa, a quem se destina e como seus efeitos se propagam.” – Angelica Jaden Bastién, Vulture.

“A segunda temporada ainda mantém seu público em alerta com reviravoltas chocantes e satisfatórias.” – Sharronda Williams, Pay Or Wait.

“A segunda temporada complica as coisas da melhor maneira … essa história era exatamente o que a série precisava para não parecer repetitiva.” – Kate Sánchez, But Why Tho? A Geek Community.

“A segunda temporada de You é mais do que suficiente para saciar sua sede de assassinos distorcidos e sexy e mantê-lo ligado a uma sessão de compulsão séria.” – Tilly Pearce, Metro (Reino Unido).

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui