“Blade Runner (1982)”: Estamos vivendo o mês da trama do filme!!

Blade Runner (Imagem: Reprodução)

A trama do longa de ficção científica do diretor Ridley Scott, lançado em 1982, Blade Runner – o Caçador de Androides, é ambientada em novembro de 2019. Então parece que chegamos ao futuro. Muitas coisas acontecem desde que o filme estreou. Muitas coisas aconteceram nesse ano. Será que a produção cinematográfica acertou em suas previsões?

Se estivéssemos vivendo na trama anunciada em 1982, estaríamos disputando espaço com robôs, utilizando carros voadores, vendo anúncios holográficos e ainda viajando para fora do Planeta para viver em colônias. O clássico regado a efeitos visuais muito elogiados, com um roteiro bem crítico, mostra uma Los Angeles do futuro superpopulosa, situada numa Terra cheia avanços industrias, em meio a uma sociedade capitalista extremamente poluidora e com uma qualidade de vida que deixa a desejar.

Não podemos dizer que o filme não acerta, de certa forma, ao tocar em pontos bem importantes e que hoje, de verdade, causam danos intensos ao planeta. Basta olhar o intenso ano em que vivemos, repleto de tragédias que poderiam muito bem ser evitadas pelo homem, se o capitalismo não viesse, muitas vezes, em primeiro lugar.

Dirigido por Ridley Scott e escrito por Hampton Fancher e David Peoples é livremente baseado no romance “Do Androids Dream of Electric Sheep?”, de Philip K. Dick. O longa, que é referência para o gênero, conta com Harrison Ford, Rutger Hauer, Sean Young, Edward James Olmos, M. Emmet Walsh, Daryl Hannah, William Sanderson, Brion James, dentre outros.

O presente enunciado pelo filme de ação de aventura chega a ser meio exagerado, com um mundo pós-apocalíptico que girava em torno de Rick Deckard (Ford), um caçador de androides, e uma sociedade bem danificada, cercada por uma perigosa e crescente evolução robótica e tecnológica. Animais em extinção ou ameaçados, recursos naturais escassos, poluição extrema.

Um futuro, ou presente, bem complicado. Restava apenas tentar a vida em outros planetas. Mas essa última previsão ainda não é realidade para nós neste ano de 2019. Não podemos colonizar outros lugares para além da Terra. E os robôs não se misturaram em nosso meio, pelo menos achamos que não. É, ainda é cedo. Carros voadores também não é algo que podemos andar hoje. Mas quem sabe em breve, num futuro bem próximo. Protótipos já existem, então pode ser questão de tempo.

No entanto, certos pontos tocados pela produção são preocupantes. Animais já estão sim em extinção, a poluição chegou a níveis bem ruins, o que gerou escassez em certas partes do mundo, além, claro, dos desastres, das tragédias e das desigualdades sociais.

Estamos mesmo vivendo o futuro? Um filme de 1982 pode mesmo nos fazer pensar mais hoje do que quando foi lançado.

Reviva a história assistindo ao trailer do filme:

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.

bostancı escort