Blumhouse quer produzir filme de famosa atração no parque da Universal

Jason Blum (Foto: Divulgação)

O contrato da Universal com a produtora Blumhouse pode levá-las a um caminho diferente. Dona de um dos maiores parques temáticos de Orlando, Flórida, a Universal pode transformar uma famosa atração anual em tema de um filme. Trata-se da Halloween Horror Nights, que faz parte das comemorações do Dia das Bruxas dos parques.

Nesta data, os ambientes do local são transformados em labirintos, com diversas atrações, e personagens do estúdio aparecendo, sobretudo os monstros icônicos como Freddy Krueger, Jason, e Leatherface. A Halloween Horror Nights começou em 1991 e hoje em dia incorporou produções mais recentes como The Walking Dead e The Purge. Em 2019, a atriz Lupita Nyong’o apareceu de surpresa no evento como sua personagem do filme Nós.

Em uma entrevista para o site Collider, Jason Blum, CEO da Blumhouse revelou que um filme com a temática do parque estava em seus planos. “Sim! Definitivamente! Nós realmente conversamos sobre isso. Ainda não descobrimos como fazer, mas há definitivamente um espaço para um filme sobre a Halloween Horror Nights”, disse.

A Blumhouse atualmente conta com uma série de novos projetos entre eles um remake do filme Jovens Bruxas, de 1996. Nele quatro jovens consideradas underdogs da escola católica em que frequentam, se unem para tentar conseguir controlar artefatos de magia negra, e assim aniquilar seus inimigos. Mas depois de uma demonstração de poder, coisas ruins começam a acontecer, não só com elas, mas com as pessoas que estão próximas às moças. Uma delas inclusive, acaba enlouquecendo com o poder. Segundo o diretor as filmagens já terminaram. “Eu não posso dizer nada sobre Jovens Bruxas, exceto que ele já foi feito inteiramente, e que devo assisti-lo finalizado em cerca de duas ou três semanas”, disse ele em fevereiro deste ano.

Além deste, Blum também quer fazer um remake de Frankenstein: “Eu amaria fazer Frankenstein. Até encarreguei a tarefa para nossos cineastas de tentar fazer uma versão direta de Frankenstein. Novamente, não sei se alguém está fazendo isso, não sei nada sobre isso, mas gostaria de tentar e estou esperando por uma ótima ideia. O Homem Invisível que foi uma situação tipo, ‘Meu Deus, é tão óbvio, por que isso não aconteceu antes?’. Se conseguíssemos arranjar algo bom assim para Frankenstein, eu amaria tentar isso”.