Bohemian Rhapsody: Baterista do Queen insulta a imprensa; entenda

Bohemian Rhapsody (Reprodução)

Mesmo tendo se tornado um sucesso de público e rendido ao ator Rami Malek o Oscar de Melhor Ator em 2019, o filme Bohemian Rhapsody não agradou a maioria da crítica especializada, terminando com um total de 61% de aprovação no Rotten Tomatoes. Agora, mesmo quase 1 ano após a estreia, os membros da banda Queen ainda não superaram os comentários negativos.

O longa passou por uma série de polêmicas, entre elas a saída do ator Sacha Baron Cohen (Borat), que havia sido escalado para interpretar Freddie Mercury e cuja visão bateu de frente com a dos integrantes do grupo, e também o envolvimento do diretor Bryan Singer, que foi afastado do projeto após acusações de assédio sexual, sendo então substituído por Dexter Fletcher.

Por fim, com o filme já nos cinemas, muitos acusaram a produção de não mostrar a vida e carreira de Mercury de forma sincera e verdadeira, basicamente tornando irrelevante o fato de que ele foi um dos principais ícones LGBTQ+ do entretenimento de todos os tempos.

Opinião

Em entrevista recente ao Planet Rock, o baterista Roger Taylor voltou a falar sobre os críticos que ‘detonaram’ a produção: “Somos muito populares, e a mídia detesta isso. Algumas reviews foram descentes, mas muitas foram superficiais e desdenhosas. Eu pensei, ‘Vocês não entendem não é? Vocês não foram tocados e o que seja, mas f**-se, na verdade. F**-se. Críticas ruins normalmente significam que o filme será um sucesso”.

Taylor continuou relembrando que as reviews ruins, especialmente de veículos internacionais e especialmente com relação à edição pobre, não se equiparam ao gosto popular. “Eu acho que o povo sabe muito mais do que os críticos de cinema, e o boca a boca das mídias sociais é muito mais poderoso do que a crítica de um cara que assiste 40 filmes por semana e provavelmente já perdeu o gosto pela coisa”, finalizou.

Malek, por sua vez, está na última temporada da série ‘Mr. Robot’, e será o grande vilão do próximo filme da franquia James Bond, ‘007 – Sem Tempo Para Morrer’.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort