Cena do segundo filme de Pokémon deixou escritor original muito zangado

Cena de Pokémon O Filme 2000: O Poder de Um (Reprodução)
Cena de Pokémon O Filme 2000: O Poder de Um (Reprodução)

Takeshi Shudo trabalhou como principal escritor do anime e dos primeiros filmes de Pokémon, infelizmente ele veio a falecer em 2010. Contudo, Shudo deixou diversas anotações sobre sua passagem na franquia de desenhos animados dos monstrinho de bolso, e Dr. Lava está traduzido tudo e trazendo novidades para os fãs. Desta vez, a anotações de Takeshi Shudo falam de uma cena de Pokémon O Filme 2000: O Poder de Um que deixou o escritor bem zangado.

Segundo a anotação, a cena em que Misty salva Ash do afogamento foi colocada propositalmente para fazer os fãs chorarem, mas Shudo era contra colocar cenas que forcassem o público a chorar. “O primeiro comentário que ouvi na reunião me surpreendeu. ‘Qual é a cena que você deveria fazer para você chorar?’ ‘O quê?’ Eu nunca tive a intenção de incluir uma cena que deveria fazer você chorar”, estava escrito das anotações de Shudo.

Elaborando mais, Shudo revelou por que essa pergunta em particular o deixou irritado: “Desde que [eu era jovem], eu tenho tentado não escrever scripts que forçam as pessoas a chorar. Se alguém chora por causa do meu script, eles são não minhas lágrimas – as lágrimas pertencem a esse espectador individual. Esses tipos de lágrimas são o seu tesouro. Se um escritor está planejando ‘onde fazê-los chorar’, ‘onde fazê-los rir’, ‘onde fazer a revelação espetacular’ – isso significa que o escritor está guiando todas as emoções da platéia. A platéia deve chorar quando sentir vontade de chorar, rir quando sentir vontade de rir e, se o filme for chato, fique entediado e saia do cinema”.

Foi relatado ainda que ele havia conversado com o então diretor Kunihiko Yuyama antes de uma reunião onde foi designado que Misty iria salvar Ash do afogamento. Isso mostra que diversas frustrações de Shudo surgiram por divergências com o resto da equipe.