Telecine (Foto: Reprodução/Telecine)

Uma das plataformas de streaming mais esperadas dos últimos tempos, o Disney+ acaba de ser lançado oficialmente nos Estados Unidos. Embora tenha chegado antes em alguns países europeus, o serviço demorou mais tempo para estrear em terras norte-americanas e só entrou no ar nesta terça-feira (12). Embora o público brasileiro também seja formado por muitos admiradores e fãs dos milhares de títulos produzidos pela companhia, ainda não se sabe exatamente quando ela chegará ao Brasil.

Espera-se que o lançamento aconteça até novembro do ano que vem, mas a data oficial ainda não foi divulgada. E a chegada da empresa por aqui pode prejudicar – e muito – um outro serviço que já está disponível. O Telecine se livrou da obrigação das operadoras de TV paga e seu catálogo está no ar para os usuários que quiserem acompanhar os conteúdos via streaming, assim como as outras – como a própria Netflix e o GloboPlay.

Sucessos deixam o Telecine em 2020

Conforme relembra o site NaTelinha, o Telecine tem um acordo com a Disney desde 2011. Entre os mais de dois mil títulos – que podem ser acessados por quem se dispor a pagar R$ 23,90 por mês – estão grandes produções que pertencem à companhia do Mickey Mouse. Com a chegada do Disney+, muitos desses produtos devem deixar a empresa, já que passarão a aparecer no streaming oficial a partir do momento que seus contratos chegarem ao fim.

A publicação fez um levantamento, já que é possível ver na plataforma do Telecine a data de vencimento das produções. Alguns grandes sucessos não terão vida longa no catálogo, como é o caso, por exemplo, de Frozen, que deve sair do ar em 31 de maio do ano que vem. 2020 também deve ser o último ano de Vingadores: Guerra Infinita por lá, já que sua data final está marcada para o dia 30 de junho. É possível verificar que outros fenômenos também vencerão em breve.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui