China reabre cinemas após surto de Coronavírus

Cinema
Cinema (Imagem: Reprodução/Internet)

Depois de um bom tempo lutando contra o novo coronavírus, onde o número de infectados superou os 81 mil e com cerca de 3.300 mortes, a China está voltando a normalidade, e acabando com algumas das medidas preventivas que foram adotadas durante meses. A proibição do funcionamento das salas de cinema em algumas partes do país foi uma das medidas do governo chinês para evitar a aglomeração de pessoas assim barrar o avanço do vírus.

Na última semana, o governo autorizou a reabertura de 507 cinemas, o que corresponde a 5% do total de cinemas comerciais no país.

Porém, mesmo com a reabertura, a população está preferindo ficar em casa, ainda com receio de estar em um ambiente com várias pessoas. Com isso as vendas estão baixas, chegando ao ponto de nas regiões de Fujian e Guandong, não ter sido vendido nenhum ingresso, e a bilheteria nacional chegou a arrecadar somente US$ 2.000, na última sexta-feira (20).

Os cinemas reabriram com filmes repetidos, todas as salas estão exibindo reprises de sucessos cinematográficos da China e também de Hollywood, produções como Sheep Without A Shepherd, grande sucesso chinês de 2019, além de Quatro Vidas de um Cachorro, filme lançado em 2017 nos cinemas dos Estados Unidos. Os novos lançamentos da indústria do cinema mundial, ainda não tem uma data prevista para lançamento.

O representante na China Warner Bros., informou em entrevista a TV chinesa, que o estúdio pretende lançar uma versão em 4k de Harry Potter e a Pedra Filosofal, a ação faz parte de uma campanha para reativar o cinema do país.

Atualmente, o surto do COVID -19, está controlado na China, o país considera que a transmissão local acabou em todo o país, e os novos casos da doença são frutos de pessoas que vieram do exterior, ou seja, o vírus não está mais em circulação no país.

 

Comentários