Clássico E o Vento Levou é retirado do streaming após protestos contra o racismo; Entenda

E o Vento Levou (Imagem: Reprodução)

Um dos maiores sucessos do cinema de todos os tempos, o filme E o Vento Levou não faz mais parte do catálogo da plataforma de streaming da HBO Max. O serviço de streaming resolveu retira-lo de seu portfólio, após a onda de protestos antirracistas, que se espalharam por todo o mundo.

As manifestações ocorreram após o assassinato de George Floyd, norte-americano negro que morreu após uma abordagem por um policial branco, que o asfixiou. O fato ocorreu no último dia 25 de maio, na cidade Minneapolis, no estado americano do Minnesota.

 O fato chocou e comoveu todo o mundo e fez com que vários canais de TV dos Estados Unidos revisassem sua programação, e que serviços de streaming, fizessem o mesmo com o seu conteúdo. Dentre as produções polêmicas, temos o filme E o Vento Levou, trama que retrata a Guerra Civil americana.

E o Vento Levou mostra escravos conformados com a situação da época, porém retrata os proprietários de escravos, como pessoas heroicas.

“E o Vento Levou’ é um produto de seu tempo e contém alguns dos preconceitos étnicos e raciais que, infelizmente, têm sido comuns na sociedade americana”, relatou o porta-voz da HBO Max, em um comunicado oficial à Agence France-Presse.

O representante ainda ressaltou: “Estas representações racistas estavam erradas na época e estão erradas hoje, e sentimos que manter este título disponível sem uma explicação e uma denúncia dessas representações seria irresponsável”.

Vale ressaltar que Minnesota é considerada um dos estados americanos onde existe um dos maiores abismos raciais de todo os Estados Unidos. As estatísticas mostram um imenso número de pobreza, altos graus de desemprego, grande população carcerária, dentre outros problemas sociais, na população negra. A segregação entre negros e brancos, é extremamente grande e evidente no estado que foi palco da desastrosa e fatídica ação policial. 

Sobre a retirada do filme de sua plataforma de streaming, a HBO Max, afirmou que a produção será redisponibilizada, mas com um comentário sobre seu contexto e atitudes.