Após crítica, diretor afirma que novo Top Gun irá honrar a memória do primeiro filme

Joseph Kosinski e Tom Cruise
Joseph Kosinski e Tom Cruise (Divulgação)

Tom Cruise sempre foi muito criterioso na escolha dos filmes que iria participar, sobretudo se tratando de sequências. Jack Reacher: Never Go Back por exemplo foi a única continuação que ator fez fora os filmes da franquia Missão Impossível. Então devido a isso, acredita-se que algo além do fator emocional esteja motivando o ator a reprisar seu papel de Pete Mitchell em Top Gun: Maverick, 34 anos  depois do filme original, ou seja, o roteiro deve possuir um quê de especial. 

Cruise está novamente trabalhando com Christopher McQuarrie, com o qual se tornou inseparável desde Operação Valquíria (2008). Ele, além de ter feito as mais recentes versões de Missão Impossível, está escrevendo o roteiro de Top Gun: Maverick, que tem direção de Joseph Kosinski, com quem Tom já trabalhou em Oblivion (2013).  

O trailer mais recente da produção, foi caprichado e com imagens impressionantes, e repleto de saudosismo, fazem com que o longa promete ser um dos grandes blockbusters de 2020. Joseph Kosinski, defende seu filme com unhas e dentes pois sempre foi um diretor com um olho na composição estética de suas produções, embora já tenha sido acusado de ter se apoiado em roteiros fracos em alguns de seus projetos. 

Uma fã no Twitter, marcou o diretor em uma postagem avisando que apesar de todo o amor que sentia pelo filme original, era incerto que o público fosse comprar a ideia de uma novo Top Gun, mas o cineasta ali mesmo na rede social, respondeu que a equipe criativa lidou com o material original com o maior respeito possível. 

“Não é necessário desculpas. Só posso garantir que foi feito com enorme cuidado e respeito por todos os envolvidos. Ele honra o original e estamos imensamente orgulhosos dele”, garantiu o diretor. O filme previsto para 2020 conta com Miles Teller, Jennifer Connelly, Jon Hamm, Ed Harris, e Val Kilmer no elenco. 

bostancı escort