Com Euphoria, a HBO quer conquistar o público jovem

Apesar do mundo só pensar em Game of Thrones nesse momento, a HBO quer lembrar a todos que existe vida além da série épica. O canal conta com um punhado de séries bem interessantes para estrear nos próximos meses, e uma delas é Euphoria, que chega ao canal em 17 de junho.

Antes de qualquer coisa, por favor, tente não confundir essa Euphoria com o filme protagonizado por Eva Green e Alicia Vikander. Dito isso, estamos diante da adaptação da série adolescente israelense apadrinhada por Sam Levinson, que é o responsável pelo roteiro de todos os episódios dessa primeira temporada.

A protagonista de Euphoria para a HBO é Zendaya, e a série acompanha um grupo de alunos de um instituto educacional enquanto navegam em uma viagem recheada de drogas, sexo, busca pela própria identidade, traumas, influência (e vício) das redes sociais, o amor e a amizade. O elenco se completa com nomes como Austin Abrams, Algee Smith, Sydney Sweeney, Alexa Demie e Jacob Elordi, entre outros.

 

 

A HBO quer o público adolescente (ou jovem adulto)

 

Apesar do trailer não chamar muito a atenção, o plot sim. E é curioso que a HBO se lance com um tema claramente focado no público adolescente, já que é um escopo totalmente fora do seu público-alvo, a julgar pelas demais produções originais do canal.

Por outro lado, a mesma HBO deve ter detectado que boa parte do público de Game of Thrones está nos adolescentes, e quer oferecer alguma coisa que eventualmente pode chamar a atenção desse grupo para que o mesmo continue entregando a audiência desejada para o canal.

Por outro lado, o tipo de série ‘viagem pela vida’ está no catálogo da HBO a algum tempo. Girls e Insecure são dois claros exemplos disso, mostrando sempre o ponto de vida de um jovem adulto, um tanto quanto imaturo em algumas situações, mas sempre na casa dos 20 e poucos anos como elemento principal.

Logo, fatalmente vai bater a curiosidade para ver como a HBO se sai ao descer a barra etária do canal. Se bem que com Levinson como roteirista, não dá para imaginar que a produção terá muitos problemas para contar a sua história com eficiência.

 

bostancı escort