Como a série Coisa Mais Linda mudou a vida de Pathy Dejesus para sempre

A atriz Pathy Dejesus em cena da série Coisa Mais Linda (Imagem: Divulgação / Netflix)

Após ingressar na série Coisa mais Linda, a vida de Pathy Dejesus nunca mais foi, ou será, a mesma. Aos 43 anos, ela pode ser vista como Adélia nos 190 países onde a série é transmitida pela Netflix. Ambientada no Rio de Janeiro, entre meados de 1950 e 1960, a trama aborda o nascimento da Bossa Nova e a cultura boêmia do Rio pelo olhar de quatro mulheres. 

A série inaugurou um novo patamar na carreira da atriz, que já tinha passagens pela TV sendo EX-VJ da MTV, além de modelo e também DJ. Além disso, a série trouxe outra mudança em sua vida: através dela, Pathy conheceu Alexandre Cioletti, colega de elenco e hoje pai de seu filho Rakim, de dois meses.  

O relacionamento do casal começou durante as gravações da segunda temporada da série, e não demorou muito para a chegada do herdeiro do casal, em agosto do ano passado. O momento de retornar ao trabalho, a propósito, foi de grande sacrifício para Pathy.

“Foi muito intenso [começar a segunda temporada], por questões pessoais. Eu tinha acabado de ser mãe, o Rakim estava com dois meses e meio, eu estava no meio do meu puerpério [período pós-parto em que as mulheres passam por transformações físicas e psíquicas]. Então, eu já estava afetada, e no roteiro tive que lidar com coisas difíceis, de racismo, estrutura racial, é doloroso a todo momento. Mas, como atriz, a gente não tem muita opção, tem que fazer”, lamentou ela em entrevista ao Notícias da TV.

Na série, Alexandre interpreta Nelson, um bon-vivant casado com Thereza (Mel Lisboa) e que descobre ser pai de Conceição, filha de Adélia. À revista Glamour, Cioletti contou ano passado, sobre o início da relação entre os dois: “Logo de cara criamos uma afinidade enorme. Conversávamos toda hora, sobre tudo, e a coisa foi amadurecendo”.

A segunda temporada de “Coisa Mais Linda” estreou no último dia 19 e já está disponível no catalogo da Netflix.