Como uma série consegue ser cancelada sem sequer estrear?

murderpolice

A temporada 2013-2014 da TV dos Estados Unidos foi marcada por uma situação que é bem difícil de acontecer, mas acontece: o cancelamento de séries que sequer conseguem estrear na grade de programação dos seus respectivos canais. Só na Fox, foram duas: Us & Them (que teve sua confirmação de não estreia para essa summer season) e Murder Police, que também teve episódios produzidos, mas foi cancelada sem estreia.

Afinal de contas… como eles conseguiram?

Deixando de lado o fato que as duas séries canceladas nessa temporada são da Fox, e que o canal foi vítima da incompetência de Kevin Reilly na sua posição de CEO (falaremos mais sobre isso em outro post), uma série é cancelada de forma pré-matura por dois motivos primordiais. O primeiro está no entendimento dos executivos do canal que aquela produção é tão ruim, que ela não terá a menor chance de sobreviver na grade de programação. O segundo – que pode ser uma variante do primeiro – é a falta de espaço na grade do canal para uma produção que não deve fazer muito sucesso junto à audiência.

No caso das duas produções da Fox canceladas nessa temporada, pode ser um mix das duas coisas. Protagonizada por Jason Ritter e Alexis Biedel, Us & Them é uma adaptação de uma série britânica, e mesmo com um promo bem intencionado, ela nunca teve muitas chances de vingar em uma programação que já estava problemática, com escolhas um tanto quanto confusas (Kevin Reilly renovou comédias com demos de 0.8 e 1.0, sem falar nas pífias audiências gerais – de The Mindy Project, Brooklyn Nine-Nine e New Girl).

Já no caso de Murder Police, a ruindade da série deveria ser grande. Afinal de contas, a série não teve sobrevida como Us & Them: depois de quatro episódios concluídos, todo o projeto foi cancelado, sem volta. Levando em conta que era uma animação – que teria espaço certo na grade dominical da Fox, uma vez que American Dad está de mudança para o TBS -, e que os custos de produção eram bem menores que os de uma série live action, podemos dizer que Murder Police foi cancelada porque era muito ruim.

Mas não pense que tal fenômeno de cancelamento prévio é um recurso utilizado apenas pela bagunça criada pelo canal Fox nessa temporada. Os outros grandes canais da TV norte-americana já usaram desse expediente no passado, para evitar que um potencial desastre fosse ao ar.

Alguns exemplos: em 2006, a CBS cancelou o drama Waterfront depois de cinco episódios produzidos, mas com nenhum deles sequer chegando perto de sua grade. Em 2012, a NBC fez o mesmo com Next Caller, que estava programada para estrear na Mid Season de 2013.

Ok, eu sei que estamos vivendo em tempos de vacas magras em diversos setores, e a ordem do dia é economizar ao máximo o dinheiro que você tem. E cancelar uma série que sequer estreou no seu canal pode ser uma medida sábia, principalmente quando o objetivo principal é economizar milhões de dólares em ações promocionais, divulgação e pós-produção de uma série que não vai vingar.

Mas acho que quem mais lucra no final das contas é a audiência, que graças ao bom senso de algumas pessoas, deixam de presenciar grandes porcarias que poderiam ir ao ar, o que poderia representar invariavelmente uma grande perda de tempo (nosso) e dinheiro (deles). Tudo bem, ficamos com menos materiais “diferenciados” para criticar aqui no blog. Mas acho que esse prejuízo podemos aceitar.

Tudo para evitar um mal maior, não é mesmo?

bostancı escort